Palmeiras empata com o Tijuana e decide vaga em casa

Com jogo sofrido e com a sensação de que não acabava mais, o Palmeiras empatou com o Tijuana em 0 a 0 pela partida de ida da Copa Libertadores. Mais um jogo para por na conta do Bruno. Mais uma belíssima partida do goleiro. Por outro lado, muitos erros de finalização do ataque palmeirense e um pênalti não dado pelo juiz. Porém, a partida foi a melhor do Verdão, fora de casa, na Libertadores.

Com o empate, o Palmeiras irá decidir a vaga no Pacaembu, no próximo dia 14. O Verdão joga por um gol, já que outro empate sem gols leva a partida a pênalti.

O jogo

Apesar da dificuldade da grama sintética o que se viu no início do primeiro tempo foi um bom toque de bola do Palmeiras, saindo em velocidade e abrindo as jogadas pelas laterais. A prova disso foi Marcelo Oliveira que dominou uma bola na lateral, mostrando mais habilidade que o marcador mexicano.

Aos 8 minutos, Wesley foi derrubado na área do Tijuana por Pellerano, sendo pênalti claro, mas o juiz não deu nada. Assim, o Verdão diminuiu o ritmo e o Tijuana começou a gostar do jogo. Aos 14, a bola sobrou para Pellerano após bate e rebate. Bruno, atento, encaixou a batida.

Real e chutou cruzado com perigo. A partir daí, os mexicanos cresceram de vez e assustavam. Aos 24, Henrique cortou mal e deixou a bola limpa para Martinez, que, de frente para o gol, bateu para fora.

Na sequência, Vinicius aproveitou passe de Tiago Real e chutou cruzado, com perigo. Aí os mexicanos vieram para cima.

Antes do fim da primeira etapa, o Tijuana teve 3 boas chances. A primeira, Bruno espalmou falta cobrada por Arce. Na segunda, Moreno aproveitou falha de Henrique, escapou nas costas da zaga do Verdão e ficou cara a cara com Bruno. Mas, na hora de finalizar, o mexicano isolou.

No ultimo lance de perigo, Riascos desviou uma bola na área, mas foi pra fora.

Já no segundo tempo, aos 4 minutos, Kleber recebeu na direita e chutou forte, mas a bola saiu por pouco. O Tijuana não demonstrava que iria Pra cima. Por outro lado o Palmeiras errava muitos passes, errava na saída de bola.

Aos 17 minutos, mas Bruno fez grande defesa para impedir que Ruíz abrisse o placar após chute forte. Aos poucos, o Tijuana ia pressionando de novo. Bruno também fez boa defesa aos 22 minutos, após finalização de Riascos.

Pressionado, o Palmeiras se fechou mais e segurou o empate contra o Tijuana.

A partida terminou com a sensação de que dava pra vencer o time mexicano, mas, a dificuldade com o gramado e a qualidade do elenco palmeirense pesaram. Além disso, Bruno fez a diferença mais uma vez.