Palmeiras empata com o Sport na Arena Pernambuco

Em partida equilibrada e recheada de alternativas, o Palmeiras empatou com o Sport na noite deste domingo (12) na Arena Pernambuco pelo Brasileirão 2015. Isso mesmo jogando com sérios desfalques na defesa. Aliás, a vitória escapou aos 44 minutos da etapa final, quando parecia certa.

A partida começou quente, com Leandro Pereira mandando um chute cruzado que passou perto do gol do Sport logo a 15 segundos de partida. O Verdão começou melhor, criando boas chances aos 12 minutos com Leandro Almeida e aos 15 novamente com Leandro Pereira.

Equilibrando o jogo, o Sport quase abre o marcador aos 16 minutos, e forte arremate de Marlone que Fernando Prass rebateu com os pés. Animado, o time da casa foi pra cima, e aos 20 minutos o goleiro alviverde novamente teve dificuldades para rebater chute forte de Diego Souza.

Aos 21 minutos, no entanto, não teve jeito. Em cobrança de escanteio de Diego Souza, o zagueiro Matheus Ferraz se antecipou à zaga alviverde e, de cabeça, abriu o marcador para os pernambucanos. Sem sentir o jogo sofrido, o Verdão criou logo três chances aos 22, 23 e 24 minutos.

Com o Sport fechado na defesa e apostando em contra-ataques que não saíam, o Palmeiras continuou pressionando, sem muita efetividade. Mas sua persistência e superioridade foram premiadas aos 43 minutos. Gabriel fez bela jogada e cruzou na cabeça de Leandro Pereira, que não perdoou: 1 a 1.

O segundo tempo começou morno, com uma falha de Fernando Prass em saída do gol que quase resultou em tento de André. Era o começo de um duelo entre os dois. Aí, aos 13 minutos, a virada alviverde sai com Leandro Pereira novamente, aproveitando rebote de chutes de Lucas e Arouca.

A partir daí, o Sport cresceu na partida e foi pra cima, tentando o empate de todas as formas. Fernando Prass fez pelo menos umas cinco defesas incríveis, em chutes principalmente de André e de Diego Souza. O gol da equipe da casa parecia iminente, mas o goleiro alviverde insistia em evita-lo.

Aos 43 minutos, João Pedro (que entrou no lugar de João Paulo) teve a bola do jogo em seus pés, mas vacilou e se perdeu na frente do goleiro adversário, com Kelvin também perdendo. E o preço foi caro: logo a seguir, André recebeu passe e, livre, na cara de Prass, empatou a partida. Gabriel aos 46 minutos e Samuel, também aos 46 minutos, quase fazem, mas o empate prevaleceu.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass8,0– Fez pelo menos umas seis defesas difíceis durante a partida. Só não leva dez por causa de duas saídas atabalhoadas do gol que quase proporcionaram gols ao time da casa.

Lucas6,5– O esforço e a dedicação de sempre.

Jackson6,0– Regular, sem muita oscilação.

Leandro Almeida-6,5- Muito bem para quem chegou no clube há pouco.

João Paulo-6,0- Bom no apoio, com direito a chutes ao gol e tudo. Saiu aos 29 minutos do segundo tempo substituído por João Pedro-5,0, que se esforçou bastante mas perdeu um gol feito, a chamada “bola do jogo”.

Gabriel-6,5- Garra e comemorando cada desarme que fazia.

Arouca-6,0- Um verdadeiro motorzinho, indo e vindo muito bem.

Zé Roberto-6,0- Bem no toque de bola. Cansou e saiu aos 27 minutos do segundo tempo para dar lugar a Andrei Girotto-5,0, que sentiu um pouco a falta de ritmo de jogo.

Rafael Marques-6,0- Esforçado, mas sem o brilho de outras partidas.

Dudu-6,5- Muita movimentação. Cansou e saiu aos 11 minutos do segundo tempo substituído por Kelvin-5,5– que correu mas não estava muito inspirado, perdendo um gol feito no finalzinho.

Leandro Pereira-8,0- Impecável no aspecto tático, de quebra ainda fez os dois gols do time na partida de hoje. Muito útil!