Palmeiras empata com o Santos na Allianz Parque

Em partida na qual a sorte definitivamente não esteve do seu lado, o Palmeiras empatou na noite desta terça-feira (12) na Allianz Parque contra o Santos pelo placar de 1 a 1. Perante 40.035 pessoas, recorde de público da nova arena alviverde, duas contusões prematuras e um gol sofrido que desviou em jogador nosso impediu uma nova vitória. Mesmo assim, a liderança do Brasileirão se mantém firme e forte.

Para felicidade da torcida alviverde, o jogo mal começou e o Verdão já ficou à frente do placar. Em escanteio bem cobrado por Dudu, Yerry Mina subiu firme e, de cabeça, fez seu primeiro gol em seu novo clube, com direito a coreografia e tudo. Aos 8 minutos, chute prensado de Lucas Barrios foi defendido por Vanderlei.

Com Moisés saindo machucado logo aos 12 minutos, o Palmeiras procurou jogar de forma mais cadenciada do que vem sendo o seu habitual, e quase faz o segundo gol aos 19 minutos, quando Lucas Barrios se aproveitou de recuada desajeitada da zaga santista e toca para fora, em lance bem perigoso. Um pouco antes, o Santos bateu falta rapidamente e quase faz, aos 10 minutos, em lance controverso devido ao juiz não muito claro em suas marcações.

O Santos tentou equilibrar o jogo e chegar ao empate, com cruzamento perigoso aos 26 minutos que Fernando Prass pôs para escanteio. Por sua vez, Jean e Matheus Sales, ambos aos 30 minutos, tentaram fustigar o adversário, mas sem sucesso. Tchê Tchê se mostrou mais competente aos 34 minutos, em belo arremate que passou bem perto da meta de Vanderlei.

Novamente em cobrança de falta, o time de Dorival Junior levou perigo aos 40 minutos. Aos 47 minutos, foi a vez de Yerry Mina sair contundido, e logo a seguir, quase o Santos empata, em toque de Lucas Lima para fora após cruzamento, com Edu Dracena vacilando, ainda frio na partida.

O Verdão voltou aceso para a etapa final, e quase marca o segundo logo aos 40 segundos, com Vanderlei desviando para escanteio finalização de Erik. Edu Dracena cabeceou e exigiu outra defesa do goleiro adversário, após cobrança de escanteio ainda a um minuto de jogo. Aos 5 minutos, Zeca desviou a bola com a mão na área santista. Pênalti, que o árbitro não marcou.

Aí, o acaso ajudou o Santos. Em rebote de jogada que estava mais ou menos resolvida, Gabriel arriscou chute de fora da área. A bola desviou em Vitor Hugo e tirou qualquer chance de defesa de Fernando Prass, marcando o empate aos 10 minutos. Aos 12 minutos, Vitor Ferraz chute forte e a bola passa perto.

Entrando no lugar de Lucas Barrios, Leandro Pereira quase marca aos 15 minutos. A partir desse momento, o Palmeiras passa a mostrar menos compactação do que em outras partidas, mas o Santos não se mostra competente para aproveitar as brechas, e o empate acaba prevalecendo.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass6,0– Não teve culpa no gol, e não chegou a ser muito exigido pelo ataque santista.

Jean6,0– Bastante aplicado, embora sem muito brilho em termos técnicos.

Yerry Mina6,5– Fez um belo gol de cabeça, seu primeiro com a camisa alviverde, e vinha bem, até sair contundido, aos 47 minutos do primeiro tempo, dando sua vaga para Edu Dracena6,0– que entrou ainda frio e quase dá um gol para o adversário, mas que conseguiu bom desempenho na etapa final.

Vitor Hugo6,0– Atuação sóbria, sem culpa no gol, no qual deu azar ao desviar a bola de Fernando Prass.

Zé Roberto7,5– O melhor do Palmeiras em campo, com uma atuação segura, decidida e recheada de empenho.

Matheus Sales6,5– Deu poucas chances para Lucas Lima durante a partida, como costuma ser seu padrão.

Tchê Tchê6,5– Tentou algumas jogadas e se empenhou bastante.

Moiséssem nota– Saiu contundido com apenas 12 minutos do primeiro tempo, levando de quebra o terceiro amarelo que o deixará de fora da próxima partida. Seu substituto foi Arouca5,0-,que mostrou estar visivelmente fora de jogo, retornando de uma operação no joelho. Teve muita garra, no entanto.

Dudu6,5– Deu a assistência para o gol de Yerry Mina e fez algumas boas jogadas, embora não estivesse tão inspirado como em outras partidas.

Erik5,5– Correu bastante, mas errou muitos passes.

Lucas Barrios5,0– Esbanjou disposição e experiência, mas também mostrou estar precisando de ritmo de jogo. Saiu aos 12 minutos do segundo tempo substituído por Leandro Pereira-5,0, que voltou a jogar pelo Verdão de forma bem discreta.