Palmeiras empata com o Linense no Allianz Parque

Com uma performance bem abaixo da realizada em partidas anteriores, o Palmeiras esteve duas vezes à frente do Linense, mas acabou cedendo o empate para a equipe interiorana na chuvosa noite desta quinta (15) pós-carnaval, em partida válida pelo Paulistão 2018 e realizada na Allianz Parque.

O início da partida não poderia ter sido melhor. Logo aos 3 minutos, Guerra deu um belo passe, na base da cavadinha, para o velho parceiro Borja, que não vacilou e mandou para o fundo da rede do time adversário. Parecia que uma goleada estava tomando forma, mas não foi o que se viu a seguir.

Com o resultado a favor, o Palmeiras se acomodou, e o adversário interiorano aos poucos foi gostando do jogo. Aos 13 minutos, uma cobrança de falta levou perigo à meta alviverde. Aos 16 minutos, um arremate de longe de Bileu também passou perto. Aos 20 minutos, um lançamento também assustou um pouco.

O time de Roger Machado só chegou perto da meta adversária aos 23 minutos, em chute fraco de Guera, e aos 26 minutos, com Borja tentando finalizar e a zaga do Linense mandando para escanteio. Aos 28 minutos, Marcão chuta forte e exige uma bela defesa por parte de Jailson, que estava atento.

Aos 34 minutos, em uma rara combinação mais aguda do Verdão, Tchê Tchê acabou chutando para fora, após um bate-rebate originado por falha da zaga interiorana. Aí, aos 43 minutos, Murilo bate falta em direção à área alviverde e o zagueiro Adalberto, de cabeça, empatou o placar.

O segundo tempo teve contornos bem semelhantes aos do primeiro. Logo aos 6 minutos, o Verdão desempatou novamente com Borja, aproveitando uma bela assistência do lateral Marcos Rocha. Wilson, que já havia ameaçado a meta alviverde aos 5 minutos, voltou a fazê-lo aos 10 minutos, em arremates de média distância que passaram perto da meta alviverde.

Aos 17 minutos, Lucas Lima quase marca, em cobrança de falta que passou por cima da meta do time de Lins. Aos 22 minutos, tivemos um gol do Linense corretamente anulado pelo árbitro. Mas aos 30 minutos, não teve jeito. Thiago Martins rebateu mal e Murilo marcou, em chute que desviou no mesmo zagueiro. 2 a 2, que seria o placar final.

Daí até o final da partida, o Palmeiras se mostrou incompetente para novamente ficar à frente do marcador, tendo como melhor oportunidade uma cabeçada de Borja que o goleiro pegou. Um empate que pouca diferença faz para a classificação, mas que serve como bom aprendizado para a equipe.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Jailson6,5– Não teve culpa nos gols.

Marcos Rocha7,0– Melhor partida dele no Palmeiras até o momento, com direito a assistência para o nosso segundo gol.

Antônio Carlos6,0– Muita garra, jogando de forma básica e sem inventar.

Thiago Martins5,5– Vinha igual a seu colega de zaga, mas falhou no segundo gol do Linense.

Michel Bastos5,5– Mediano.

Felipe Melo5,0– Sua pior partida no ano, com direito a muitos passes errados e faltas cometidas.

Tchê Tchê6,5– O mais lúcido do meio-campo na partida de hoje.

Lucas Lima6,0– Partida discreta do meio-campista. Ele saiu aos 35 minutos do segundo tempo substituído por Keno-4,0, que não foi visto em campo.

Guerra6,0– Deu uma bela assistência para o primeiro gol alviverde, mas foi caindo no decorrer da partida. Saiu aos 23 minutos do segundo tempo, dando sua vaga para Gustavo Scarpa-4,5, que afora uma assistência pouco mostrou em campo.

Dudu5,5– Bem discreto. Saiu aos 31 minutos do segundo tempo substituído por Willian-4,0, que também não conseguiu nada de efetivo no período em que ficou no campo.

Borja8,0– De longe o melhor do Palmeiras em campo, marcando dois gols, ficando perto de marcar outros dois e com muita disposição durante toda a partida.