Palmeiras empata com o Grêmio em casa

Por Fabian Chacur

Mais de 15 mil pessoas compareceram na agradável noite deste sábado (6) ao estádio do Canindé na esperança de ver o Palmeiras vencer o Grêmio e faturar mais três pontos. Infelizmente, ganharam um zero a zero aguado e truncado em troca.

Como todo time treinado por Celso Roth, o Grêmio veio a São Paulo apostando em muita marcação, compactação na defesa e esperança de matar a partida em um eventual contra-ataque.

Para vencer a estratégia do pela quarta vez comandante do clube gaúcho, o Palmeiras veio com um esquema no qual também apostou em muita marcação, mas que abusou nos erros de passes e nas finalizações mal efetuadas.

Logo aos 8 minutos, Marcos Assunção tomou cartão amarelo, após duas faltas seguidas. Foi o terceiro, e ele não enfrentará o Vasco no próximo domingo.

A rigor, o Verdão teve chances razoáveis de gols apenas em um chute de Cicinho aos 14 minutos, em bom passe de Valdívia, e em falta cobrada por Marcos Assunção que foi desviada e quase engana o goleiro gremista Vitor.

No segundo tempo, Patrik acertou um belo chute aos 17 minutos, para ótima defesa de Vitor, Gerley chutou de longe aos 26 minutos e Dinei (que entrou no lugar de Maikon Leite) perdeu gol feito aos 35 minutos.

De resto, tivemos muito domínio de bola por parte dos comandados de Felipão, muitos passes errados, muitas faltas (especialmente por parte do Grêmio) e pouquíssima criatividade.

Estreando bela camisa nova, Marcos fez a rigor uma grande defesa, quando saiu do gol e impediu gol de Leandro. No fim das contas, o 0 a 0 infelizmente retratou bem o que foi a partida, mesmo com o Palmeiras jogando um pouquinho melhor.