Palmeiras empata com o Flamengo na Allianz Parque

Quando uma partida se mostra totalmente encrencada, nada como ter um craque para resolve-la. Ou, pelo menos, para minorar um estrago. E Gabriel Jesus provou mais uma vez a veracidade dessa frase na noite desta quarta-feira (14) na Allianz Parque, ao fazer o gol de empate contra o Flamengo e dessa forma manter sua equipe como líder do Brasileirão 2016.

Os primeiros minutos de jogo foram assustadores para a torcida alviverde. O time carioca simplesmente não saía do campo do Verdão, e com 47 segundos já havia conseguido uma boa oportunidade. Aos 3 minutos, chute de William Arão desviou para escanteio, com perigo. A pressão era grande.

Só a 6 minutos o goleiro Muralha fez uma defesa, e ainda assim em bola recuada por Pará, que estava sendo pressionado por um jogador palmeirense. Aos 9 minutos, Everton chutou para fora, após bom ataque. Moisés chutou para fora aos 10 minutos e Jean bateu falta aos 18 minutos cujo rebote foi para escanteio.

O equilíbrio foi se mantendo. aos 21 minutos, Gabriel Jesus chuta e a bola passa perto da meta rubro negra. Aos 27 minutos, Pará chutou e a bola levou perigo ao Verdão. Aos 33 minutos, uma bela assistência de Dudu encontrou Gabriel Jesus na área, mas ele acabou cabeceando para fora.

Aos 40 minutos, o só para variar muito faltoso Márcio Araújo tomou o segundo amarelo e foi para o chuveiro mais cedo. Jean bateu a falta resultante para fora. Aos 42 minutos, Rever vacila, Gabriel Jesus rouba a bola e chuta, exigindo bela defesa de Muralha. E assim terminou a etapa inicial.

Com Lucas Barrios na vaga do volante Gabriel, o Palmeiras mostrou muita dificuldade para aproveitar a vantagem numérica de jogadores, algo que parece ser uma sina da equipe nos últimos anos. O time não conseguia criar reais oportunidades de gol, enquanto o adversário só se defendia.

Aí, o desastre ocorre. Alan Patrick, que havia acabado de entrar, fica completamente livre pelo lado esquerdo da defesa alviverde e em seu primeiro toque na bola, abre o marcador. Eram 17 minutos da etapa final, e a partir dali a coisa se complicou muito, mas muito mesmo para o Palmeiras.

Aos 20 minutos, por exemplo, Alan Patrick se aproveitou de falha de Tchê Tchê e quase amplia o marcador. Aos 25 minutos, foi o lateral Jorge quem cruza a bola e quase faz o seu. Aos 34 minutos, não fosse a incompetência de Leandro Damião, que chutou fraquinho, o Flamengo teria matado o jogo.

Então, outra máxima do esporte bretão se fez presente: quem não faz, toma. Sem competência para sacramentar sua vitória, o Flamengo ficou à mercê de um acaso. Que veio a partir de uma cobrança de lateral de Moisés que caiu nos pés abençoados de Gabriel Jesus. O garoto recebeu, preparou e mandou um chute certeiro no canto de Muralha, aos 37 minutos. Enfim o empate.

Mais confiante, o Verdão pressionou ainda mais o adversário carioca, e esteve perto da virada aos 39 minutos, com cabeçada de Gabriel Jesus, aos 41 minutos em chute de Cleiton Xavier, aos 47 minutos em forte arremate de Moisés que o goleiro flamenguista desviou para fora e poucos segundos depois, em cabeçada de Mina para fora. Empate com gosto de vitória, mas com duas más notícias: Gabriel Jesus e Vitor Hugo tomara o terceiro amarelo e não jogam neste sábado (17) o clássico contra o Corinthians.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Jailson7,0– Não teve culpa no gol do Flamengo e esteve atento quando foi necessário.

Jean6,5– Não brilhou, mas pelo seu lado o time carioca não fez a festa, e ainda teve participação ofensiva aceitável.

Yerry Mina6,5– Muita garra na defesa e tentando o gol na frente.

Vitor Hugo6,0– A dedicação de sempre, infelizmente tomando um cartão amarelo que o deixa fora do clássico de sábado (17) contra o Corinthians.

Zé Roberto6,0– A dedicação e a presença de espírito de sempre, mas o gol do Flamengo saiu no seu setor.

Gabriel6,0– Vinha bem seguro na partida, mas saiu no intervalo substituído por Lucas Barrios-5,0, que se mostrou muito fora de forma e pouco fez.

Moisés6,5– Muita garra durante toda a partida, e quase fez o gol da vitória.

Tchê Tchê4,5– Sua pior partida com a camisa alviverde, com direito a um vacilo que quase deu de bandeja o segundo gol ao Flamengo. Saiu pouco depois dessa falha, aos 22 minutos do segundo tempo, substituído por Rafael Marques-5,0, que se esforçou muito, embora tecnicamente bem fraco.

Dudu7,5– Ótima partida do pequeno gigante, com direito a muita dedicação e a ser o jogador que mais perigo levou ao gol do time carioca.

Róger Guedes4,5– Outra partida apagada da jovem revelação. Saiu aos 12 minutos do segundo tempo, dando sua vaga a Cleiton Xavier-4,5, que também não mostrou a que veio, ele que tem tanta qualidade técnica.

Gabriel Jesus7,5– Falar o que de um jogador que era considerado carta fora do baralho devido a uma contusão, jogou assim mesmo e fez o gol decisivo, na hora mais terrível da partida?