Palmeiras empata com o Bahia na Fonte Nova

Após um primeiro tempo dos piores, o Palmeiras conseguiu melhorar um pouco na segunda etapa, o suficiente para garantir um empate por 1 a 1 contra o Bahia na tarde deste domingo (16) na Fonte Nova. O resultado mantém o Verdão na disputa pelo título do Brasileirão 2018, e de quebra manteve um tabu de 30 anos sem perder em Salvador para o time da casa.

O início mostrou o Bahia muito ligado na partida, indo para cima diante de um Palmeiras sem muita compactação ou atenção. Logo a 5 minutos, Gilberto chuta forte e exige boa defesa de Weverton. Logo a seguir, foi a vez do bom meia Zé Rafael arriscar, com a bola passando perto da meta alviverde.

A pressão baiana conseguiu seu intuito aos 17 minutos, quando a defesa alviverde bateu cabeça e Ramirez fez boa jogada e deu bela assistência para Gilberto, que, desmarcado, abriu o marcador. O jogo continuou com essa configuração por mais um tempo.

Aí, a partir dos 20 minutos, o time da casa passou a ficar mais em seu campo defensivo, tentando atrair o adversário. E o que se viu foi um Palmeiras sem a menor criatividade, errando passes no ataque e ameaçando pouco. A rigor, uma única chance melhorzinha, quando Borja cabeceou mal para fora, livre, em um raríssimo bom cruzamento na área, feito por Marcos Rocha.

Seria difícil jogar pior do que na primeira etapa, e dessa forma o Palmeiras se mostrou mais produtivo do que o adversário, que por sua vez caiu de rendimento. Mesmo assim, o Verdão não conseguia criar nada de realmente efetivo, enquanto o Bahia ameaçou aos 6 minutos com Zé Rafael e aos 22 minutos em cruzamento do veterano lateral Nino Paraíba.

Tudo levava a crer que só mesmo com uma bola parada as coisas poderiam mudar, e não deu outra. Aos 33 minutos, Dudu cobrou escanteio e Felipe Melo cabeceou forte, sem chances para o goleiro Douglas. Empate, que acabou sendo o resultado final pela absoluta incompetência das duas equipes em criar novas chances reais de gol, perante quase 25 mil pessoas presentes.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Weverton6,0– Não teve culpa no gol e praticamente não foi exigido.

Marcos Rocha6,5– Se não brilhou, ao menos foi mais efetivo do que a maioria dos jogadores em campo, com alguns bons cruzamentos e boa marcação.

Luan-4,5– Estava mal como o resto do time, quando saiu contundido, aos 35 minutos, dando seu lugar a Antônio Carlos6,0-, cuja atuação foi segura.

Gustavo Gómez6,0– Regular.

Victor Luis4,0– Outra partida fraca, especialmente em termos defensivos, errando muitos passes. No ataque, então…

Felipe Melo7,0– Fez o gol do empate e lutou muito, embora tenha errado os passes habituais.

Bruno Henrique5,5– Jogou abaixo do que sabe. Saiu aos 15 minutos do segundo tempo dando lugar a Dudu-7,0, que deu uma agitada no ataque e deu a assistência para o gol que nos valeu o empate.

Jean4,0– Muito longe da sua melhor forma.

Lucas Lima5,5– Sem muita inspiração.

Hyoran4,0– Fraco. Saiu aos 26 minutos do segundo tempo substituído por Willian-5,0, que não brilhou, mas foi mais útil do que seu antecessor.

Borja4,0– Uma nulidade.