Palmeiras elimina Corinthians e está na final do Paulistão

Parecíamos de volta a 2000. Novamente após um jogo difícil e sofrido, uma decisão por pênaltis. E desta vez, Fernando Prass viveu o papel de Sã0 Marcos. Palmeiras eliminou o Corinthians em nova semifinal, desta vez do Paulistão 2015, e jogará a final do campeonato. Na tarde deste domingo (19), em plena Arena Corinthians. Para lavar a alma dessa torcida que merece tanto.

O clássico se iniciou bastante promissor para o Palmeiras. Com forte marcação, não deixava o rival jogar. Aos 4 minutos, Rafael Marques tentou repetir a façanha de Robinho contra o São Paulo e tentou pegar Cassio de longe, mas o goleiro corintiano estava atento. Mas isso mudaria pouco depois.

Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para o zagueiro Victor Ramos, que chutou forte de direita aos 13 minutos para abrir o marcador. Com a vantagem, o Palmeiras começou aos poucos a recuar, dando mais espaços para o adversário trabalhar a bola. Mas foi uma bola parada que mudou o rumo do jogo na etapa inicial.

Jadson cobrou falta feita de forma precipitada pelo Verdão aos 33 minutos. A bola encontrou Danilo (sempre ele!), que de cabeça empatou a partida. A partir daí, a equipe da casa aproveitou para equilibrar de vez a partida. E aos 44 minutos, Mendoza aproveitou o espaço que o sistema defensivo alviverde lhe deu e chutou forte, cruzado, para virar o marcador.

Com Cleiton Xavier no lugar de Lucas, o Verdão voltou disposto a enfrentar o eterno rival de igual para igual. O jogo ficou aberto, com possibilidades de gol de lado a lado. Aos 15 minutos, mandamos uma bola na trave do adversário, enquanto eles também tiveram oportunidades não concretizadas.

Aí, aos 29 minutos, Rafael Marques mostrou ter estrela, e em mais um clássico, se mostrou decisivo. Em belo cruzamento de Dudu, ele entrou na área com decisão e cabeceou sem chances para Cássio.  O empate se manteve até o fim, embora as duas equipes tenham buscado o terceiro gol.

Na decisão por pênaltis, Robinho perdeu o primeiro pênalti. A desvantagem se manteve até o final da primeira série de cobranças, mas Fernando Prass defendeu a penalidade batida por Elias. Nas alternadas, Petros bateu bem, mas nosso goleiro voou e garantiu a ida do Verdão à final.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass10,0– Falar o quê? Garantiu a ida do Verdão à final, além de ter tido ótima atuação durante toda a partida.

Lucas6,0– Atuação correta, sem comprometer. Saiu no intervalo dando lugar a Cleiton Xavier-6,5, que ajudou o Verdão a ganhar a disputa no meio campo, com bons passes e ótima visão de jogo.

Victor Ramos7,5– Pura raça na zaga, fez o primeiro gol alviverde e também acertou uma das cobranças de pênaltis. Vai virar titular!

Jackson6,0– Muita garra e bom desempenho.

Wellington5,0– Foi para o sacrifício na lateral esquerda e deixou a desejar em termos técnicos, embora tenha esbanjado garra. Saiu aos 24 minutos do segundo tempo substituído pelo atacante Kelvin-7,0, que ajudou muito o time e participou do lance no segundo gol do Verdão.

Gabriel6,0– Regular demais e pura garra o tempo todo. O carregador de piano que todo time precisa ter.

Arouca7,0– Marca bem e apoia bem o ataque. Tem aura de vencedor, e deu muita qualidade ao meio-campo alviverde.

Robinho6,5– Boa partida durante os 90 minutos. Não merecia ver o time desclassificado ao perder um pênalti, e teve a ajuda de Fernando Prass.

Valdivia6,0– Bons passes e disposição, mas ainda está fora do melhor de sua forma. Saiu aos 24 minutos do segundo tempo substituído por Gabriel Jesus-6,0, que agitou bastante e tomou bastante porrada da zaga adversária.

Dudu7,0– Encardido, irritando a defesa adversária o tempo todo, além de dar a assistência perfeita para o gol de Rafael Marques.

Rafael Marques9,0– Prova que tem estrela nos momentos decisivos, fazendo o gol que nos levou à decisão de pênaltis. Valeu pela indicação, Oswaldo!

Cobranças de pênaltis: Palmeiras 6×5 Corinthians– Fizeram para o Palmeiras: Rafael Marques, Victor Ramos, Cleiton Xavier, Dudu, Kelvin e Jackson (Robinho perdeu o primeiro). Fizeram para o Corinthians: Fabio Santos, Renato Augusto, Fagner, Ralf e Gil (Elias perdeu o quinto e Petros o sétimo).