Palmeiras e Vasco empatam em jogo equilibrado

Em partida bastante equilibrada vista na Arena Barueri por menos de sete mil pessoas, Palmeiras e Vasco empataram pelo placar de 1 a1 na tarde deste domingo (17) pelo Brasileirão 2012.

A nota negativa fica por conta das saídas de Luan e Marcos Assunção contundidos, ambos ainda na etapa inicial. Se o volante aparentemente não inspira maiores preocupações, no caso do atacante tudo leva a crer que será destaque certo durante um bom tempo.

A partida mostrou que o Palmeiras, embora não tenha apresentado um grande futebol, conseguiu encarar de igual para igual a equipe carioca, que ainda não havia perdido um único ponto no torneio até o presente instante.

Nos primeiros dez minutos, o Verdão já havia criado duas boas chances de gol, enquanto o Vasco, atuando de forma mais cadenciada, criou sua primeira oportunidade aos 13 minutos.

Luan saiu contundido aos 17 minutos, dando lugar a Mazinho. Quem mostrou ótimos reflexos nos primeiros 45 minutos foi Bruno, fazendo ao menos duas boas defesas. Assunção saiu aos 44 minutos, dando seu lugar a Márcio Araújo.

Os comandados de Luis Felipe Scolari voltaram afiados para o segundo tempo, e Barcos criou boa jogada logo aos 4 minutos, com a bola passando perto do gol adversário.

Aos 10 minutos, Mazinho recebe a bola no lado esquerdo do ataque alviverde, vai pra cima de Dedé e bate forte de esquerda, sem chances para Fernando Pras. Um a zero Palmeiras.

Juninho Pernambucano bateu falta e quase empata a partida aos 16 minutos, com a bola passando perto do gol palmeirense. Aos 29 minutos, Daniel Carvalho teve seu único momento de brilho na partida ao cobrar falta que exigiu bela defesa do goleiro adversário.

O Palmeiras por pouco não amplia o marcador aos 35 minutos, quando Henrique cabeceou uma bola que passou perto da meta vascaína.

Juninho Pernambucano perdeu gol feito aos 35 minutos, em um dos vários erros de passe que o time alviverde começou a cometer de forma sistemática.

Aos 37 minutos, o juiz marca uma falta discutível de Henrique, em aparente caso de bola na mão. Juninho Pernambucano bateu com força e não deu chance a Bruno, empatando o marcador.

Aos 43 minutos, Alecsandro fez um gol, mas o juiz anulou de forma correta, pois o atacante vascaíno estava impedido. E aos 48 minutos, Barcos teve a última chance de dar a vitória à sua equipe, mas o goleiro Fernando Pras acabou fazendo ótima defesa.