Palmeiras deixa vitória escapar no último minuto

Por Fabian Chacur

O sofrimento da torcida alviverde parece não ter fim. Após abrir 2 a 0 contra o Grêmio na casa do adversário, a equipe acabou permitindo a reação do adversário, sendo punida com um gol no último minuto.

No fim das contas, empate de 2 a 2 neste fim de tarde de domingo (13), resultado que deixa a todos com um gosto amargo na boca.

O triste é ver que o Palmeiras fez provavelmente sua melhor partida neste lastimável segundo turno do Brasileirão 2011.

Na etapa inicial, soube resistir a uma pressão insossa do time gaúcho e abriu o marcador aos 25 minutos, em ótima trama ofensiva que culminou em chute de Ricardo Bueno, rebote do goleiro e finalização certeira de Cicinho.

A entrada do atacante Leandro no segundo tempo deu uma animada no Grêmio, com direito a uma boa chance aos 6 minutos, seguida pouco depois por ótima jogada de Luan, finalizada para fora.

Aos 14 minutos, Ricardo Bueno sofre falta na entrada da área adversária. Marcos Assunção bateu, a bola desviou em Gilberto Silva e ampliou o marcador para o Verdão.

Com o jogo nas mãos, o Palmeiras até tentou tocar a bola e criar novos contra-ataques. No entanto, em uma vacilada, proporcionou ao Grêmio um ataque rápido que Brandão concluiu com precisão, aos 23 minutos. 2 a 1.

A partir daí, o time de Luiz Felipe Scolari soube impedir finalizações por parte do adversário, que avançava mais pelo desespero do que por qualquer outra razão mais consciente, sem grande competência.

Até que, aos 45 minutos, a má fase alviverde prevaleceu. Fernando, de longa distância, resolveu arriscar um chute desesperado. A bola ganhou efeito e venceu Deola, sem nos dar chances de sequer respirar. Empate. E a fase ruim prossegue…