Palmeiras deixa escapar vitória contra o Botafogo

Após abrir 2 a 0 logo no início da etapa final, o Palmeiras infelizmente foi vítima de duas falhas consecutivas de sua defesa, e não passou de um frustrante empate em pleno Pacaembu contra a equipe do Botafogo.

Pior: perdeu mais três jogadores para a próxima partida, contra o Ceará, em Fortaleza, no próximo domingo: Pierre e Edinho, que tomaram o 3º cartão amarelo, e Marcos Assunção, que foi expulso no final.

No primeiro tempo, o time dirigido por Luis Felipe Scolari pecou pelo fraco desempenho de seu meio-campo, incapaz de criar jogadas e de fugir da marcação sob pressão do Botafogo.

Até os 30 minutos, a equipe carioca dominou o jogo, embora tenha a rigor criado apenas uma grande chance de gol, evitado por ótima defesa de Marcos. Isso, mesmo com a nossa zaga não se entendendo muito bem.

A partir daí, a equipe alviverde cresceu e teve pelo menos uma grande oportunidade aos 45 minutos com Lincoln, com o goleiro alvinegro Jefferson evitando o gol.

Voltando a campo para a metade final da partida com a nova versão da camisa verde-limão, o Palmeiras se mostrou arrasador. A 1 minutos, Marcos Assunção colocou sua equipe em vantagem no marcador, cobrando com maestria falta sofrida por Kleber.

Aos 11 minutos, em contra-ataque rápido, Ewerthon colocou Kleber na cara do gol. O gladiador dominou bem e não perdoou. Dois a zero no placar e todos imaginavam que o jogo estava resolvido, especialmente os atletas palmeirenses. Mas não foi o que aconteceu.

Dando aquela clássica relaxada que infelizmente os times brasileiros adoram dar quando fazem esse placar, o Palmeiras deu espaços para o Botafogo, especialmente a Marcelo Cordeiro. Pois foram dois cruzamentos desse atleta pelo setor direito da defesa alviverde que determinaram o empate alvinegro.

O primeiro, aos 24 minutos, encontrou a cabeça de Jobson, aquele mesmo que estava suspenso e voltou justo hoje. O zagueiro Antonio Carlos se incumbiu de cabecear a segunda assistência, aos 33 minutos.

Aos 39 minutos, Marcos, que voltou muito bem e não teve culpa nos gols que tomou, fez grande defesa em chute de Jobson. Por sua vez, o jovem Patrick, que entrou na etapa final, mandou um balaço, exigindo grande defesa de Jefferson.

As quase 13 mil pessoas presentes ao estádio Paulo Machado de Carvalho viram o que todos já sabem: Felipão vai ter trabalho para ajeitar o time com esse elenco. Precisaremos ter muita, mas muita paciência, mesmo…