Palmeiras consegue perder para o Coritiba no Paraná

Em partida péssima na qual bateu seu recorde de passes errados, o Palmeiras conseguiu a façanha de perder para o medonho time do Coritiba na noite desta quarta-feira (12) no estádio Couto Pereira pelo placar de 2 a 1. A terceira derrota seguida do time no Brasileirão acende o sinal vermelho para o torcedor alviverde, que vê a reação ir por água abaixo.

O começo da partida foi bem pouco animador. Os dois times erravam passes de forma sistemática, sem criar rigorosamente nada em termos ofensivos. Cleiton Xavier até teve chance real de gol aos 12 minutos, mas estava impedido e, ainda assim, chutou para fora. João Paulo cabeceou para fácil defesa de Prass aos 16 minutos.

Aí, a surpresa desagradável. Em mais uma falha de passes no ataque, o Coritiba sai rapidamente em contra-ataque. O veteraníssimo Juan avança pelo setor de Nathan, o zagueiro mal improvisado na lateral, e cruza para Henrique Almeida finalizar, livre, para o fundo das nossas redes.

Logo a seguir, o Verdão vem com mais perigo, com Cleiton Xavier exigindo boa defesa do goleiro adversário aos 18 minutos e Rafael Marques também parando nas mãos do cara aos 20 minutos. O time continuou tentando pressionar, mas com uma incompetência absurda, não aproveitando a fragilidade do adversário.

Se os comandados de Ney Franco fossem melhores, poderiam ter aproveitado as duas grandes chances que teve em contra-ataques, com Henrique Almeida chutando para fora aos 45 minutos e Fernando Prass evitando gol certo em saída ousada nos pés do mesmo atacante do Coxa. Cenário de filme de terror barato.

O segundo tempo começou de forma promissora, com um gol relâmpago aos 37 segundos. Dudu fez bom cruzamento e Rafael Marques finalizou com segurança. As coisas pareciam que iriam melhorar para o time alviverde, que com duas alterações se mostrava mais promissor em campo. No entanto…

O domínio de bola dos comandados de Marcelo Oliveira não resultavam em jogadas de real perigo, enquanto o Coritiba esbanjava incompetência na hora de armar contra-ataques ou coisa que o valha. No entanto, Esquerdinha, que até então vinha fazendo uma partida péssima, acertou belo lançamento para Henrique Almeida, que matou bem e fuzilou Fernando Prass aos 36 minutos.

A partir daí, o que se viu foi um amontoado de jogadores palmeirense tentando de forma atabalhoada e ineficiente alguma coisa e o Coritiba tropeçando na própria incompetência em encaixar um contra-ataque e matar o jogo. Mas o que os paranaenses precisavam fazer para ganhar, já haviam feito.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass5,5– Não teve culpa nos gols, mas ficou muito nervoso com a péssima atuação do time e teve momentos não muito elogiáveis.

Nathan3,0– Esforçado, mas não tem o menor cacoete de lateral-direito. Saiu aos 17 minutos do segundo tempo substituído por Lucas Taylor-4,5, que foi melhorzinho, mas também não deixou o torcedor alviverde muito entusiasmado.

Vitor Hugo6,0– O mais lúcido da defesa alviverde, mesmo voltando de contusão e mostrando um pouco de falta de ritmo de jogo.

Leandro Almeida4,5– Fraco novamente, vacilou no segundo gol do Coritiba.

Egídio5,0– Muito abaixo do que rende habitualmente, ainda de quebra tomou o terceiro amarelo e será desfalque no domingo contra o Flamengo.

Arouca5,5– O melhorzinho no meio-campo alviverde, o que não significa muito neste jogo apavorante.

Robinho4,0– Fraco na armação, na marcação, em tudo.

Cleiton Xavierzero– Teria Cleiton Xavier esquecido o seu futebol no Leste Europeu? Horrível!!! Deu seu lugar aos 19 minutos para Cristaldo-5,0, que se esforçou mas não viu a cor da bola.

Rafael Marques6,0– Fez o gol alviverde e mostrou alguns momentos de lucidez na partida.

Dudu6,0– Errou muitos passes, mas ao menos não fugiu do jogo, além de dar a assistência para o gol de Rafael Marques.

Alecsandro3,0– Totalmente ineficiente. Saiu aos 32 minutos do segundo tempo substituído por Gabriel Jesus-sem nota, que não foi visto em campo.