Palmeiras perde primeiro clássico no Itaquerão

Por Fabian Chacur

O primeiro Derby do Itaquerão não poderia ter sido pior para o Palmeiras. Em partida medíocre na qual praticamente não chutou a gol, o time de Ricardo Gareca perdeu por 2 a 0 para o Corinthians na tarde deste domingo (27) e não honrou a tradição desse clássico. O torcedor precisará ter muita paciência para com o time, pois o campeonato promete ser longo e difícil para nós. Cabeça fria será necessária para todos nós.

O começo da partida acabou dando um bom exemplo do que ocorreria no resto da etapa inicial. O Corinthians teve muito mais posse de bola e trabalhou a bola, mas não conseguiu penetrar na defesa alviverde. O Palmeiras, por sua vez, não soube aproveitar eventuais possibilidades de contra-ataque, deixando de ameaçar o adversário e não criando nada em termos ofensivos.

A partir dos 38 minutos, a equipe dona da casa se soltou mais e criou algumas oportunidades um pouco mais agudas, gerando boas defesas de Fábio aos 41 minutos em chute do volante Ralf e cabeçada de Romero logo a seguir também bem anulada pelo goleiro do Verdão. Gil também perderia uma boa chance, cabeceando para fora aos 43 minutos.

A coisa piorou logo no início do segundo tempo, quando uma tabela no meio da defesa alviverde encontrou Guerrero livre. O atacante não perdoou e, aos 5 minutos, abriu o marcador para o time de Mano Meneses. Como forma de tentar mudar alguma coisa, Gareca trocou aos 9 minutos o inoperante Mendieta por Leandro, o que não alterou absolutamente nada.

Sem forçar a barra, o time da casa tocou a bola e tentou criar novas oportunidades de gol, com Elias aos 27 minutos chutando e exigindo boa defesa de Fábio. Acredite se quiser: o primeiro chute a gol minimamente decente do Verdão ocorreu aos 35 minutos, quando Pablo Mouche fez boa jogada e arremessou….obviamente para fora.

Quando o placar parecia definido, o célebre ditado “desgraça pouca é bobagem” se mostrou mais adequado do que nunca. Aos 45 minutos, Petros chuta a gol, a bola bate na trave e Fábio toma um frango daqueles de deixar o torcedor com vontade de tirar férias de ver seu time de coração jogar como forma de parar de sofrer inutilmente.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fábio3,0– Goleiro que tem muito futuro e certamente prestará grandes serviços ao Palmeiras. Mas não dá para perdoar um frango como o que tomou no jogo de hoje. –

Wendel3,0– Esforçado como sempre, jogando mal como sempre.

Tobio4,5– Ainda longe de se adaptar ao futebol brasileiro, mas ele chegará lá.

Marcelo Oliveira6,0– Voluntarioso e eficiente na zaga, esbanjou raça.

Victor Luis5,0– Ainda tímido, mas esforçado e aparentemente com algum futuro.

Renato6,0-Muita garra, empenho tático e determinação. Titular merecido. –

Mendieta4,5– Escalado em boa posição, mas deixou a desejar. Substituído aos 9 minutos do segundo tempo por Leandro-3,5-, que novamente não jogou absolutamente nada. Que fase! –

Wesley4,0– O jogador mais talentoso do meio-campo alviverde insiste em ser dispersivo e não criar rigorosamente nada em campo. Assim não dá…

Felipe Menezes4,0– Pouco ou nada criou no meio-campo alviverde, e sem chutes decentes a gol, desta vez.

Pablo Mouche4,0– Ainda fora de forma, deu um chute a gol e olhe lá.

Henrique3,0– Só foi visto em campo ao tomar um cartão amarelo. Substituído aos 26 minutos do segundo tempo por Erik-sem nota, que desta vez passou despercebido.