Palmeiras perde para a Chapecoense em Santa Catarina

Por Fabian Chacur

Em partida na qual teve raros momentos de lucidez, especialmente na etapa final, o Palmeiras sofreu uma merecida derrota para a Chapecoense na noite deste domingo (25) na cidade de Chapecó pelo placar de 2 a 0. O resultado tirou a equipe do G-4 do Brasileirão da série A.

Como seria de se esperar, o time da casa, cujo técnico foi demitido na última sexta-feira (23), veio a campo apostando em muita marcação e em contra-ataques rápidos. Deu muito certo no início, com o Palmeiras não conseguindo jogar e a Chapecoense criando algumas oportunidades de gol.

Com o tempo, o Verdão equilibrou o meio-campo e ameaçou o gol de Danilo, com Marquinhos Gabriel os 21 minutos, Wesley batendo falta aos 22 minutos e Mendieta aos 33 minutos, também cobrando falta com perigo. Erros de passe na armação de jogadas no meio, no entanto, começaram a proporcionar boas e perigosas chances ao adversário.

Em duas oportunidades, Fábio salvou a pátria alviverde. Na terceira, no entanto, não teve jeito. Em cruzamento na área alviverde, Tiago Luiz ficou cara a cara e não desperdiçou, abrindo o marcador aos 41 minutos. O resultado se manteve até o fim da etapa inicial.

Se acabou mal o primeiro tempo, o Palmeiras conseguiu voltar para a parte derradeira da partida ainda pior. Com menos de 2 minutos de partida, sofreu o segundo gol, com Dedé aproveitando péssimo rebote de Marcelo Oliveira. Logo após, aos 3 minutos, Mendieta sai de campo, contundido.

A entrada de Felipe Menezes tornou-se o marco do fim do Verdão em campo. A partir daí, a equipe treinada pelo interino Alberto Valentim simplesmente sumiu em campo, sem criar nada em termos ofensivos e parando na marcação do time catarinense, que por sua vez se mostrava satisfeito com o resultado, suficiente para lhe garantir a primeira vitória no torneio.

Afora dois chutes burocráticos de Felipe Menezes, o Palmeiras nada fez, e nem as entradas de Patrick Vieira e Bernardo trouxeram algum alento ao torcedor alviverde, que teve de ver seu time do coração ressuscitar mais um defunto em um campeonato do que participa. Coragem, Gareca!

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fábio6,0– Fez boas defesas, mas não conseguiu evitar a derrota alviverde.

Wendel3,0– Mal na marcação, mal no apoio ao ataque, mal nos passes…

Lúcio4,0– Esforçado na defesa e péssimo no ataque, onde insiste em jogar por alguma razão.

Marcelo Oliveira4,5– Lutou como sempre, mas foi mal, além de falhar nos gols adversários.

William Matheus4,5– Razoável na marcação, mas fraco no apoio, que costuma ser o seu forte.

Renato5,0– Raça não lhe faltou, mas foi engolido pela má atuação de seu time.

Wesley4,5– Totalmente sem inspiração, especialmente no setor de criação.

Mendieta2,0– Jogou muito mal, mas estava machucado deste o começo. Saiu aos 3 minutos do segundo tempo substituído por Felipe Menezes1,0-, cujo desempenho como meia de criação não o qualificaria a jogar nem no XV de Jaú…

Marquinhos Gabriel3,5– Muito abaixo do que pode jogar. Saiu aos 23 minutos para a entrada de Bernardo-1,5-, que não fez rigorosamente nada.

Henrique5,0– Lutou muito, mas não recebeu uma única bola decente para finalizar em todo o jogo. Aí fica difícil…

Diogo5,0– Muito esforçado e buscando o jogo no primeiro tempo. Caiu com o resto do time. Saiu aos 16 minutos para a entrada de Patrick Vieira- 2,0-, que se mostrou totalmente fora de jogo.