Palmeiras bate Figueirense em noite de Marcos Assunção

Duas assistências, um gol validado e outro anulado. Eis o saldo da brilhante atuação de Marcos Assunção na noite deste sábado (22) em Florianópolis, quando o Palmeiras venceu o Figueirense pelo placar de 3 a 1 e conseguiu subir uma posição na tabela do Brasileirão 2012.

Como seria de se esperar, a partida começou a mil por hora, e ao contrário do que ocorreu nas últimas partidas, o Palmeiras esbanjou eficiência. Aos 7 minutos Marcos Assunção bateu falta e cruza na cabeça de Thiago Heleno, que não desperdiçou. Um a zero Verdão.

Não deu nem tempo de o Figueirense respirar. Marcos Assunção recebe a bola na esquerda do nosso ataque e cruza na área. Henrique pula e, de cabeça, amplia o marcador, aos 9 minutos. Dois a zero pra nós!

Tontinho pelos gols sofridos em casa de forma tão prematura, o time catarinense veio para cima na correria e criou ótima chance aos 12 minutos. Logo depois, Marcos Assunção bate falta de forma magistral e faz o gol, anulado pelo árbitro alegando participação na jogada do impedido Valdívia. O chileno, por sinal, havia tomado amarelo aos 4 minutos por reclamação.

Aos 29 minutos, Corrêa saiu contundido, substituído por João Denoni. Barcos e Juninho também receberiam amarelos, e o Palmeiras conseguiu suportar a pressão do Figueirense até o fim do primeiro tempo.

Com menos de um minuto de jogo na etapa final, Figueira e Palmeiras já haviam perdido uma grande chance cada, sendo que o Verdão em um belíssimo chute de João Denoni, que Wilson botou para escanteio na base do reflexo.

Aos 9 minutos, como que para evitar ficar com um a menos, Gilson Kleina (que estreou bem) acertou em cheio e tirou Valdívia, substituído por Thiago Real. Aos 19 minutos, a pressão do time da casa resulta em gol: Aloísio, aproveitando rebote de Bruno em chute forte de Caio.

Para alegria da nação alviverde, que já previa aquele sofrimento de sempre, o terceiro gol surgiu pouco depois, aos 22 minutos. Barcos fez bom cruzamento, Wilson rebateu e a bola se apresentou redondinha para Marcos Assunção, que com tranquilidade converteu.

Daí, o Palmeiras, se não fez uma partida impecável, soube controlar a partida diante de um adversário desesperado que pouco conseguiu criar. Ah, aos 2 minutos, o hoje bastante útil Maikon Leite também tomou um amarelinho. Como diria Zagallo, agora só faltam sete vitórias!


[poll id=”46″]