Paysandu 1 x 2 Palmeiras – Tá ruim, mas tá muito bão…

O objetivo era vencer bem, eliminar o jogo da volta, e ter mais tempo para treinar e se preparar para as competições.Quase deu. De cara, AC Zago surpreendeu a todos entrando com uma formação diferente, poupando Pierre, CX10 e Robert.

Começaram jogando, o recém-chegado Lincoln (que jogou muito), Lenny (que apareceu pouco), no esquema com dois volantes e dois meias.

Mas foi dos pés de um atacante, Ewerthon, que surgiu a jogada do primeiro gol, logo aos 13 minutos. La Flecha lançou em profundidade e deixou Lincoln sozinho, cara a cara com o goleiro. Ele driblou o arqueiro com maestria e abriu o placar.

Porteira aberta? Nada disso, logo depois do gol do Palmeiras o time da casa começou a pressionar, até que aos 24 minutos, aproveitando uma rara falha do Danilo Muralha, Bruno Rangel (que tem nome de jogador do Flamengo) recebeu dentro da área, e chutou forte, sem defesa para Deola e empatou a partida.

Depois disso, o jogo ficou lá e cá, com as duas equipes criando algumas oportunidades de gol. E o placar permaneceu inalterado até o final da primeira etapa.

Mas, logo aos três minutos, Eduardo cruza, Lenny dá uma cabeceada estranha, e a bola sobra para Ewerthon marcar. Gol esquisito, mas importante. Palmeiras 2 x 1.

Depois do gol, novamente o Payssandu cresceu em campo, com o apoio da sua torcida, e Antonio Carlos fechou o meio-campo promovendo a entrada de Pierre, no lugar do lateral Eduardo.

Com a entrada de Zé Facão (é sério isso), a estrela do goleiro Deola brilhou em campo. Ele fez grandes defesas, e garantiu o resultado até o finalizinho da partida quando os paraenses cansaram, e o Palmeiras teve a chance de marcar outro gol.

Aos 40 e alguma coisa, faltou frieza para Robert, que substituiu Ewerthon, e ele chutou a bola em cima do goleiro Alexandre Fávaro. Se ele fizesse, o jogo da volta seria eliminado.

Tá ruim, mas tá bão…dá pra perceber que aos poucos o time começa a ganhar a confiança necessária para seguir em frente, e voltar a ser temido pelos adversários.

Destaque positivo: Deola, muito seguro e atento, praticamente garantiu o resultado no segundo tempo.

Destaque negativo: Diego Souza, apenas ajudou na marcação, e mais nada.

Abraço a todos!


uol_logoClique aqui para ouvir a Rádio Mondo Palmeiras – Edição 171.