O cada vez mais carioca Palmeiras

rio.jpgAmigos, a derrota para o Vasco foi emblemática. Há alguns anos, os times paulistas batiam fácil os cariocas que sempre estavam posições intermediárias dos campeonatos, lutavam contra o rebaixamento, atrasavam salários de seus atletas, tinham diretorias bagunçadas, etc. Difícil lembrar uma derrota do Palmeiras para estes times mesmo em seus domínios.

Agora, no entanto, me sinto como um deles. Qual a diferença do Palmeiras para os “grandes cariocas”? Talvez tenhamos uma melhor estrutura do CT, um estádio apresentável (carente de reformas, é claro), e só. Desde 2000 sem um título, com dívidas, e sem grandes perspectivas para este campeonato, além de terminar na frente do péssimo, e também cada vez mais carioca, arqui-rival Corinthians.

O clássico de quarta será um show de horrores caso o Corinthians vença no domingo, podendo depois nos deixar para trás na tabela, e mais uma vez à beira da zona do rebaixamento. O problema era Tite? Fica cada vez mais claro que não. O time continua instável, e a forma de jogar não se alterou muito.

Marcelo Vilar já está preparado para assumir um time como o Palmeiras? Pouco provável, já que alguns jogadores parecem mandar mais que ele (aliás, nunca vi um comandado ganhar mais do que o comandante). Resta agora confiar no talento de nossos atletas, e na força da camisa do Palmeiras, que ainda é grande, apesar dos pesares.