Nunca foi um Paulistinha!

O que se viu ontem em campo foi um jogo tecnicamente fraco. Duas equipes que carecem de jogadores que atuem no “estilo brasileiro”, como diz treinador campeão. Faltam “Kenos”, “Dudus” e sobram craques de Tik Tok, previsíveis demais e que não acrescentam nada ao espetáculo. 

Ainda assim, o jogo foi épico. As chances desperdiçadas no final e o pênalti infantil no último lance quase ressuscitaram a velha fábula da “mística da camisa” do rival. Não foi desta vez.

As estrelas do goleiro Weverton e do Patrick de Paula brilharam muito mais forte. São Weverton? Ainda não, mas trata-se de um grande profissional, muito injustiçado quando chegou (até por mim neste espaço). 

E o Palmeiras se sagrou Campeão Paulista mais uma vez. 23º conquista. Título que foi diminuído depois que o fetiche da Libertadores tomou conta das torcidas, mas segue muito importante. A audiência dos jogos finais mostra isso. 

A TV Globo teve a sua maior audiência neste ano justamente neste sábado, com este Palmeiras x Corinthians, com essa final de Paulistão. A emoção da partida só veio mesmo na etapa final, mas desde o início todos estavam de olho para ver quem seria o campeão. É algo nosso.

Nossos rivais não estão em Londres ou em La Paz. Estão aqui e por isso este campeonato tem um gosto tão especial e atrai tanto a atenção.  Comemore MUITO, torcedor! Esqueça os azedos que só diminuem o que é nosso e faça a sua festa.  

Abraço a todos!!!