No RJ, Palmeiras faz a sua pior partida no Brasileirão

A ideia do técnico Cuca era colocar um centroavante de referência na área e manter o mesmo esquema que estava sendo utilizado com o Gabriel Jesus em campo. Por incrível que pareça, o escolhido foi para ocupar a “vaga de Jesus” foi o Leandro Pereira, um jogador muito mais lento e que não marca um gol desde o ano passado.

Esse foi apenas um dos erros cometidos na derrota para o limitado time do Botafogo, na Ilha do Governador. Não dá pra lamentar mais uma vez as ausências de Fernando Prass e Gabriel Jesus, o que faltou mesmo foi variação tática. Como Cuca espera jogar da mesma forma com jogadores que têm características tão diferentes?

Mais uma vez sofremos muito com a falta de um armador. Cleiton Xavier não jogou nada contra o Atlético-MG e mais uma vez fracassou contra o Botafogo. Eu esperava que o Moisés entrasse em seu lugar ( um pouco mais avançado) e que o Gabriel ou o Matheus Sales entrasse na vaga do Tchê Tchê, que cumpriu suspensão automática.

Com essa formação, apenas Thiago Santos marcava no meio-campo e a zaga voltou a ficar exposta. Azar do goleiro Vágner, que já estava carregando nas costas o peso de substituir Prass até o final da temporada e ainda entrou no time num momento ruim.
Roger Guedes talvez seja o atleta que mais sente a ausência de Gabriel Jesus. Desde a sua ida para a seleção, o futebol do Guedes caiu demais e foi depois de um erro seu que saiu o primeiro gol do Botafogo.

Pior que levar um gol é fazer quase nada para empatar.Thiago Santos conseguiu marcar logo em seguida, aproveitando um bom cruzamento de Zé Roberto, mas estava em condição de impedimento. Poucos minutos depois, Neilton driblou Jean e Edu Dracena com um drible só e fez o segundo gol.

O jogador Rafael Marques, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Bruno Silva, do CR Botafogo, durante partida válida pela décima sétima rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no Estádio Luso Brasileiro.

Apesar do placar adverso, ainda era possível buscar o empate na segunda etapa. De novo, a comissão técnica fez escolhas ruins: Dudu entrou na vaga de Roger Guedes e, inexplicavelmente, Rafael Marques entrou na vaga de Cleiton Xavier. Confesso que não conheço nenhum palmeirense que ainda confia no futebol do Rafael Marques!

Por que não o Allione? Ou o Lucas Barrios na vaga do Leandro Pereira, que foi muito mal no primeiro tempo? Jogador de futebol não é sapato velho que você joga no fundo do armário e deixa lá. Se Cuca não pretende utilizar alguns atletas importantes, é melhor dispensar o pessoal antes que isso contamine o resto do elenco.

Ainda assim, o Palmeiras ensaiou uma reação no começo do segundo tempo. Erik, um dos poucos que se salvou no ataque cabeceou uma bola no travessão e ainda fez o seu gol, aproveitando um rebote do goleiro, aos 32 minutos.

Quando parecia que o Palmeiras ia para um abafa no final, o Botafogo conseguiu um pênalti após Vagner encostar no Vinicius Tanque. O atacante aproveitou a oportunidade e se jogou despudoradamente. Camilo bateu forte e fez 3×1, mesmo com Vagner acertando o canto.

O goleiro Vagner, da SE Palmeiras, em jogo contra a equipe do CR Botafogo, durante partida válida pela décima sétima rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no Estádio Luso Brasileiro.

Com a derrota praticamente decretada, a minha cabeça já estava no jogo contra a Chapecoense. Não vamos poder contar com o zagueiro Edu Dracena, que cumpre suspensão automática e não podemos errar mais.

Pra terminar…#forzaPrass e #forzaVagner. Anormal seria se o goleiro reserva do Verdão não sentisse o peso da responsabilidade de substituir Prass até o final do ano. Claro que ele estava nervoso ontem mas, com o apoio da torcida, isso vai passar e ele vai poder desempenhar essa difícil missão.

Abraço a todos!