Mudou pra melhor!

Muita gente estava cravando que esta seria a última partida do Eduardo Baptista no Palmeiras. Creio que essa desconfiança vai seguir como regra por um bom tempo, mas a verdade é que o treinador teve um papel importante hoje na vitória contra a Ferroviária por 4 a 1.

Eduardo fez o que pouca gente acreditava que ele pudesse fazer: trocar o 4-1-4-1 por outro esquema tático. Ele o fez, e deu muito certo na maior parte do tempo.

Além do esquema tático alterado, o treinador também fez algumas apostas arriscadas. Colocou Egídio na lateral-esquerda e deslocou Zé Roberto para o meio, para jogar ao lado de Thiago Santos, num 4-2-3-1.

Com isso, apesar da distância entre as linhas, essa formação (que treinou rapidamente na sexta-feira) teve mais volume de jogo. Muitos jogadores, como Keno e Thiago Santos, conseguiram render muito mais.

Então, eram dois volantes, Dudu pelo meio e Keno/Michel Bastos arrebentando pelas pontas. Todo mundo ali foi muito bem e não podem reclamar do esquema. Quem não brilhou tanto foi o Wiliam bigode, que se movimentou bem no ataque, mas perdeu várias chances de ampliar o placar ainda na primeira etapa.

Claro que o magro 1 a 0 no placar não foi o bastante para aplacar a irritação da torcida. Na segunda etapa, vieram mais um gol e um susto: depois de fazer um gol (de pênalti), o time de Araraquara se arriscou no ataque e tentou empatar a partida depois da saída de Thiago Santos.

Depois, as coisas se ajeitaram e a partida teve o seu momento mais esperado: Miguel Borja entrou em campo pela primeira vez vestindo a camisa do Verdão. Ele nem relou na bola e torcida já ficou toda ouriçada!

Na sua primeira participação efetiva na partida, o colombiano desceu para o ataque com Dudu e recebeu na entrada da área. Frio, sem pestanejar na frente do goleiro, ele meteu a bola no canto direito do gol. E o Allianz Parque veio abaixo! O cara é matador mesmo? Parece que sim.

Antes da partida terminar, Roger Guedes ainda teve tempo para marcar o seu gol e chorar na comemoração. 4×1.

Agora, o elenco terá dois dias de folga e o Eduardo Baptista vai poder dormir em paz…pelo menos até a próxima partida.

Abraço a todos!