Miguel Borja pode desfalcar o Palmeiras contra o Atlético Tucumán

A torcida já quase esgotou os ingressos para mais essa partida da primeira fase da Copa Libertadores e pode até não ver o seu principal atacante em campo. Miguel Borja torceu o joelho no último treinamento antes do jogo e segue como dúvida.

Caso ele não esteja apto para jogar, o seu substituto deve ser Willian Bigode. Inexplicavelmente, o treino de hoje foi aberto e todos, até mesmo o técnico do Atlético Tucumán, sabem que o Palmeiras tem esse problema no ataque.

Outro problema é que o Roger Guedes treinou no time titular mais uma vez. Será que ele está tão bem assim nos treinos para seguir como titular? Espero que ele cale a minha boca e faça uma grande partida nesta quarta-feira.

O provável time que vai a campo é o seguinte: Fernando Prass; Jean, Yerry Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Thiago Santos, Tchê Tchê e Alejandro Guerra; Róger Guedes, Dudu e Miguel Borja (Willian Bigode).

*******

periquitoNuma decisão discutível, a diretoria palmeirense decidiu colocar uma estrela vermelha logo acima do brasão da camisa, em homenagem à conquista do Mundial de 1951.

“A estrela vermelha é uma demonstração de respeito à conquista, ao nosso torcedor, aos nossos ídolos e à nossa história. Estamos fazendo isso para valorizar a nós mesmos. Respeitamos qualquer opinião, mas o que importa é o sentimento, e o sentimento é que este é o maior título da história do Palmeiras e valorizaremos isso”, declarou o presidente Maurício Galiotte.

Será que isso é necessário mesmo? A taça é nossa, quem conhece a história do clube já valoriza a conquista e quem odeia o clube vai sempre tentar diminuir a importância dela.

Acho que essa estrela só vai criar polêmicas desnecessárias, mas vamos em frente.

Abraço a todos!