Marcos e Diego Souza garantem empate em Minas

No primeiro tempo, Marcos fechou o gol. No segundo, Diego Souza cobrou de forma magistral uma falta. A dupla acabou garantindo um empate contra o Atlético Mineiro em Belo Horizonte. Esse resultado, se não foi o mais agradável, ao menos nos permitiu somar mais um ponto, e escapar de uma derrota que parecia inevitável, se levarmos em conta o volume de jogo do adversário na etapa inicial.

Luxemburgo precisou mandar a campo um time com defesa totalmente reformulada, mantendo apenas Marcos. Mesmo Gladstone havia estreado apenas na rodada anterior, contra o Náutico. Então, não surpreendeu as batidas de cabeça entre Gladstone e o recém-chegado Jeci, assim como as vaciladas dos laterais Fabinho Capixaba e Jefferson.

Aproveitando-se disso, e também de um início fraco do meio-campo esmeraldino, o time dirigido por Alexandre Gallo impôs forte pressão para cima de nós, com direito a bola na trave e ao menos duas grandes defesas de Marcos, até que Eduardo de cabeça, após cobrança de escanteio, fez um a zero Atlético. Isso, com apenas 11 minutos de jogo.
Aos 30, o fraco árbitro interpretou como pênalti uma jogada de Jefferson que, na pior das hipóteses, poderia ser considerada jogo perigoso. Mas Marcos quebrou o galho do juiz, fazendo grande defesa e evitando o segundo gol do time mineiro, além de emendar outro milagre apenas um minuto depois. De bom, apenas uma cobrança de falta de Diego Souza, que passou perto.

Na etapa final, o Atlético Mineiro recuou, e o Palmeiras teve domínio territorial, que, no entanto, gerava poucas chances claras de gol, Com as entradas de Denílson e do estreante Evandro nos lugares dos apagados Leo Lima e Lenny, o time melhorou.

Coube, no entanto, a Diego Souza, nosso atleta mais efetivo durante a partida, a tarefa de empatar o jogo aos 36 minutos, em cobrança sensacional de falta. César Prates foi expulso pouco antes, por reclamação. Até o final, tivemos pelo menos outra boa oportunidade, em jogada de Jorge Preá (entrou no lugar de Martinez) que Denílson mandou longe.