Mão de Adriano dá vitória a São Paulo no Morumbi

Onze minutos da etapa inicial. Falta para o São Paulo. Jorge Wagner cobra, Adriano desvia com a mão e põe a bola para dentro. O péssimo Paulo César “Canuto” de Oliveira obviamente não vê irregularidade, e sua bandeirinha, idem na mesma data. Gol validado.

Este lance determinou a vitória da equipe de Muricy Ramalho na primeira partida da semifinal contra o Palmeiras. Não serve como desculpa para nossa fraca partida, mas foi o lance capital que mudou o resultado. Final das contas: derrota por dois a um. Precisamos de uma vitória simples no Palestra Itália para reverter essa desvantagem.

Tomamos o gol quando o contorno da partida parecia evidente: o São Paulo jogava fechadinho na defesa, tal qual time pequeno, atraindo o Verdão para o seu campo e tentando cavar faltas, sua jogada mais efetiva. Rogério Ceni chutou três delas para fora. Jorge Wagner se deu melhor, e criou o lance que deu a Adriano a chance de meter a mão na bola. A partir daí, tivemos mais volume de jogo, mas a rigor só mandamos uma bola na trave, com Alex Mineiro, e um chute de Pierre obrigou o goleiro adversário a fazer difícil defesa.

Na segunda etapa, antes dos dois minutos de partida, erro grotesco de Gustavo no meio de campo deu a Jorge Wagner uma preciosa bola de presente, lançada por ele para Adriano, que não titubeou e mandou para o fundo das nossas redes. O pesadelo estava concretizado: dois a zero. A partir daí, Luxemburgo fez três alterações arriscadas, tirando Pierre, Kleber e Elder Granja para colocar Martinez, Denílson e Lenny. Foi o último quem de fato pôs fogo na partida. Em bela jogada do ex-atleta do Fluminense, Miranda cometeu pênalti, muito bem cobrado por Alex Mineiro aos 31 minutos.

A partir daí, foi o famoso ataque contra defesa, mas o Palmeiras não teve competência para empatar. Como Vanderlei Luxemburgo costuma ser mestre em reverter esse tipo de desvantagem, fica a torcida para que, no Palestra Itália, escalem um juiz decente e nosso time entre com pegada de campeão.

Imagem: Globoesporte.com