Luxa levanta a cabeça e pede calma ao torcedor

Um time vencedor é construído a partir de um trabalho feito de forma calma, serena e segura. Vanderlei Luxemburgo, com a experiência de quem já ganhou inúmeros títulos, sendo seis deles pelo nosso Alviverde Imponente, provou mais uma vez que tem esse perfil, em entrevista coletiva concedida após a derrota contra o Guaratinguetá.

Aliás, alguns palhaços da imprensinha andaram qualificando esse revés como “goleada”. Três a zero agora virou goleada? Como diria Roberto Avallone, “meu Deus!” Mas vamos às declarações do Luxa. “Qualquer derrota dói, ainda mais do jeito que foi.

Começamos fazendo uma partida brilhante. Foi um jogo duro, disputado, mas saio satisfeito com o que vi. Enfrentamos o líder do campeonato, um time muito bem arrumado. Não existe essa coisa de grande contra pequeno. Só tenho que valorizar o nosso futebol, pois evoluímos mais um pouco”. E teve um pedido especial ao torcedor palmeirense.

“Está tudo controlado. Falo isso porque o emocional do grupo está motivado. Estão todos querendo. Fizemos coisas legais na partida e uma hora esse grupo vai acertar. As cobranças e a pressão num time como o Palmeiras sempre vão existir, mas dessa vez peço um pouco mais de tranqüilidade. Só vamos conquistar a torcida vencendo novamente. Nós vamos reagir, e os torcedores devem entender que estamos no caminho certo”. Marcos mereceu elogios.

“A presença de uma pessoa como o Marcos foi importante para o grupo. E o mais engraçado é que ele não fez uma defesa contra o Guaratinguetá. Sequer foi exigido. No lance do gol da falta, foi bom ter ele lá no gol. A figura dele representa muita coisa”.

Fonte: Assessoria de imprensa do Palmeiras