Luiz Felipe Scolari não é mais técnico do Palmeiras

Numa reunião realizada na tarde de hoje, na Academia de futebol, a diretoria palmeirense tomou uma decisão que já deveria sido tomada há um bom tempo: a saída de Felipão do comando técnico do Verdão.

Como bem disse Fabian Chacur no post anterior, Felipão é e continuará sendo um ídolo, mas o clube está acima de qualquer coisa e um “choque de gestão” é  extremamente necessário no comando do futebol palmeirense.

Como é impossível demitir também os nossos ridículos dirigentes, sobrou mesmo apenas para o experiente treinador gaúcho.

Um novo “professor” deve fazer com que os jogadores tenham um novo impulso para tirar o Palmeiras dessa vexatória colocação no Campeonato Brasileiro. Os nomes ventilados pela grande mídia até o momento são Emerson Leão e Jorginho.

Meu nome preferido? Qualquer um daqueles treinadores especializados em salvar times do rebaixamento. Sim, um Porsche não serve pra carregar sacos de cimento.

Nesta sua segunda passagem pelo clube, Felipão teve um aproveitamento de 52,5% e ganhou um título nacional, a Copa do Brasil 2012.

Sendo obrigado a trabalhar com a pior diretoria da história do clube, Felipão brigou, acertou, e também errou muito, mas ainda assim não consigo deixar de ficar com uma ponta de tristeza pela sua demissão, mesmo sabendo que não há outra saída no momento.

Abraço a todos!


[poll id=”42″]