Vagner Love se arrepia na volta ao Palmeiras

chegada_love

A gente já previa que ele viria com as trancinhas verdes, e não deu outra. Na apresentação oficial de Vagner Love, na academia de futebol, o artilheiro do amor  se mostrou emocionado ao vestir mais uma vez o manto sagrado do Verdão.

“Nunca estive tão ansioso como nos últimos dias, de poder chegar e vestir novamente a camisa. Me arrepiei ao vestir a camisa. Quando acontece isso com um jogador é porque há muita força e estou muito feliz. Ficarei muito mais arrepiado e feliz no decorrer do meu trabalho.”, disse ele.

Em meio a inúmeras perguntas maldosas de jornalistas como Luiz Ceará, Vágner preferiu falar sobre o seu futuro no Palmeiras:  “Vou procurar fazer o meu melhor possível nesta temporada ao Brasil. Vamos deixar as coisas acontecer. Quem sabe eles (russos) mudam de ideia e me deixam ficar aqui. Tive cinco anos maravilhosos na Rússia. Tive a vontade de ir, a diretoria (do Palmeiras) que estava na época aceitou a proposta do CSKA e fui pensando na minha família. Não me arrependi, mas agora estou de volta para fazer tudo o que puder pelo bem do Palmeiras.” , afirmou o craque.

Craque? Não sei, mas com certeza trata-se do maior artilheiro que vestiu a camisa 9 do Palmeiras depois de Evair Aparecido Paulino.

Boa sorte ao Vágner, boa sorte para todos nós! Esperamos entrevistá-lo em breve aqui na Rádio Mondo Palmeiras.

Confira todos os números de Vagner Love pelo Palmeiras:

Artilheiro do Campeonato Brasileiro Série B de 2003 – 19 gols
Campeão do Campeonato Brasileiro Série B de 2003
Artilheiro do Campeonato Paulista de 2004 – 12 gols
11 gols marcados em 14 jogos no Campeonato Brasileiro de 2004
6 gols nas Copas do Brasil de 2003 e 2004
Artilheiro do Campeonato Paulista da Série B2 de 2000 – 11 gols
Artilheiro da Copa Belo Horizonte de Juniores de 2002 – 12 gols
Artilheiro do Campeonato Paulista de Juniores de 2002 – 31 gols
4 gols marcados na Taça São Paulo de Juniores de 2004
Campeão Paulista sub-20 de 2002 e da Copa BH de 2002

Tá bom, ou quer mais ainda? Abraço a todos!