Lenny faz três e liquida com a Ponte em Campinas

Outro dia, Raul Bianchi, filósofo seguidor da linha Didi Mocó, perguntou-me o que houve com o Lenny em 2009. “Nem parece o mesmo jogador”, afirmou, tão estupefato como este que vos tecla. Pois hoje, o camisa 19 alviverde não só se movimentou muito e criou várias oportunidades de gol para o nosso Alviverde Imponente, como de quebra ainda fez três gols. Repito: três gols! A vítima foi a Ponte Preta, que, mesmo em casa e com seu time completo, acabou perdendo para nós pelo placar de 3 a 2.

Entramos em campo praticamente com a mesma escalação que enfrentou o Marília na última terça-feira, com Jéci no lugar de Edmilson. O início foi até promissor, mas André, em belíssima jogada individual, abriu o marcador para a equipe campineira aos 10 minutos.

Sem se intimidar, os comandados por Vanderlei Luxemburgo foram à frente. Aos 15, Sandro Silva lançou Max, que deu passe de cinema e deixou Lenny na cara do gol, cabendo ao atacante dar um toque de classe e tirar de Aranha. Um a um. O resto da etapa inicial viu um jogo com muitas faltas, Jefferson errando passes e dando grandes espaços para os contra-ataques da Ponte e Deola fazendo boas defesas.

Com apenas um minuto e 31 segundos do segundo tempo, Lenny fez seu segundo gol na partida, completando bem o único cruzamento certo de Jefferson em toda a partida e contando com a vacilada de Aranha e Gum. Nem deu para comemorar: um minuto depois, Leandrinho aproveitou falha do sistema defensivo do Verdão e deixou o placar novamente igual.

Aí, Luxa resolveu apostar na juventude, e aos poucos, pôs em campo Daniel, Souza e o mais do que sumido Deyvid Sacconi, este último no lugar do dispersivo Evandro. Deu certo. Aos 42 minutos, Sacconi entrou driblando na área adversária e Marinho, aquele ex-gambá, baixou o sarrafo.

Pênalti, que Lenny converteu chutando forte no meio do gol. Souza deu belo lançamento para Jumar, e se mostrou promissor, enquanto Daniel foi discreto. Deola merece elogios, pois fez pelo menos duas belas defesas na parte final da partida. Com o resultado, o Palmeiras se mantém na liderança e com 100% de aproveitamento no Paulistão 2009.