Kleber pede mudanças na escalação do time

Por Flavio Canuto

Quem acompanhou a entrevista do atacante Kleber hoje, na chegada do time no Aeroporto de Congonhas, percebeu a irritação do atleta com os seguidos erros cometidos principalmente pelo setor defensivo da equipe.

“O primeiro gol não dá mais para tomar. A gente vem falando e treinando. Ou o jogador tem comprometimento de obedecer a ordem e fazer o que a gente tem falado, ou tem que trocar. É simples: ou faz ou troca”, disse Kleber

O Gladiador, se é que ainda posso chamá-lo assim, está cobrando abertamente os companheiros para que não cometam erros infantis.

Tudo bem, esses gols de cabeça estão acontecendo com muita frequência, e desse jeito o time não tem sossego. Mas e o nosso ataque?

O Palmeiras marcou 29 gols até agora, e Kleber fez apenas três, assim como o zagueiro (reserva) Maurício Ramos.

Não preciso de nenhum Footstats para afirmar que boa parte desses gols surgiram em jogadas de bola parada, e raramente a partir de algum lance criado pelos nossos meias ou atacantes.

Acho que a nosso sistema defensivo tem que melhorar mesmo e voltar a ser o melhor do Brasileirão, mas o nosso ataque consegue ser ainda pior.

Nossa grande esperança lá na frente é o esforçado artilheiro Luan, além do recém-chegado centroavante “pino” Fernandão (é só ele sair de campo, e o Palmeiras toma um gol). Se algúem nesse setor merece ir pro banco é o próprio Gladiador.

Ah, não custa lembrar que Kleber, suspenso, não joga no domingo contra o Internacional.

Abraço a todos!