Juntando os cacos depois do vexame…

O que dizer depois um vexame desses? Bem, não é de hoje que o time não vem jogando bem. Ganhamos várias partidas na raça, na base dos cruzamentos e gols de cabeça.

Poucos jogadores têm uma boa regularidade e dependemos de cruzamentos na área e “bola no Dudu” para conquistar os resultados necessários para manter o time na parte de cima da tabela e vivo na Copa do Brasil. Vence, mas não convence.

A dupla de ataque que parecia promissora (Barrios e Gabriel Jesus) parou de funcionar faz tempo. Gabriel está exagerando nas firulas e isso é irritante.

O treinador insiste em escolhas que já se mostraram ruins e elas contribuiram muito para a derrota deste domingo, em Chapecó. O que mais o Egídio precisa fazer para ir pro banco de reservas?

Rafael Marques faz gols importantes em momentos decisivos, mas pouco participa das partidas. Temos outras opções no banco de reservas, mas eles raramente recebem chances.

Não perdemos por causa da arbitragem, mas a atuação do Jailson Macedo Freitas e seus auxiliares foi digna de uma nota zero. A expulsão injusta de Egídio (na primeira bola que ele havia acertado na partida) e o uso da tecnologia para voltar atrás foi vergonhoso. O time que já estava inseguro, ficou à beira de um ataque de nervos.

A verdade é que o excesso de confiança de um time que subestimou um adversário que estava sem vitórias faz tempo nos levou a mais um vexame. Aliás, todo ano tem um, e isso não pode continuar.

Todo o trabalho que foi feito nos últimos anos para melhorar a estrutura do departamento de futebol, os investimentos no marketing e, principalmente, o apoio incondicional dessa torcida que não cansa de lotar o Allianz Parque não podem ser jogados no lixo.

Pelo menos, o treinador terá dez dias treinar o time, ajustar o (inexistente) esquema tático e, principalmente, substituir os jogadores que não estão correspondendo à altura.

Ou ele mexe no time ou vai “morrer abraçado” com alguns atletas que nem vão continuar no clube na próxima temporada.

A reta final do Brasileirão será decisiva e ainda brigamos na parte de cima da tabela. Temos também as semifinal da Copa do Brasil contra o Fluminense e tudo pode acontecer. Até mesmo a conquista de um título.

A boa notícia do dia é que vamos decidir contra o Fluminense em casa. A primeira partida será no dia 21/10, no Maracanã, e o o jogo de volta será no Allianz Parque, no dia 28/10.

Abraço a todos e bola pra frente!