Jorge Valdívia e Palmeiras: a última chance de reconciliação

valdivia_sorriso

Depois de se atrasar no retorno das férias e conceder uma entrevista coletiva desastrosa no início da semana, no melhor estilo Arnaldo Tirone, o meia Valdívia treinou com o grupo de jogadores nesta terça-feira e arrancou elogios do médico Rubens Sampaio.

“O Valdivia voltou muito bem e, por isso, não teve nenhuma restrição para treinar com bola. O trabalho que ele fez na clínica médica especializada no Chile foi excelente e serviu para antecipar etapas. Foram duas semanas de treinamentos físicos intensos. Ou seja, podemos dizer que ele ganhou duas semanas e por isso retornou em ótimas condições”, afirmou o médico do Verdão.

Até o final da pré-temporada, todos os treinos serão com bola, portanto o meia terá muitas oportunidades para mostrar que está finalmente curado das lesões que o acompanharam durante todo o ano de 2012.

Apesar do interesse do Al-Ain é pouco provável que ele seja negociado logo, embora seja esta a vontade do pseudo-dirigente Roberto Frizzo que diz abertamente quanto vale o atleta: 16 milhões de reais.

Considerando tudo o que (não) está acontecendo no Palmeiras, creio que a permanência do Valdívia será importante para o time contanto que ele fale menos bobagens e jogue mais.

O chileno parece estar mordido com as (justas) críticas de cartolas e até de torcedores que o idolatravam há bem pouco tempo.

Além disso, ele parece querer provar que pode mais uma vez ser ídolo no Verdão.

O momento é oportuno. As eliminatórias da Copa do Mundo vão pegar fogo nesse ano e o novo treinador da Seleção Chilena, Jorge Sampaoli, gosta muito do seu futebol.

Caso Valdívia faça uma boa temporada no Palmeiras, a 10 da seleção de seu País, será sua na Copa de 2014.

Será que agora vai?

Abraço a todos!