Jogadores reclamam de bronca do presidente e de Omar

Bom, a lua de mel dos jogadores com a diretoria acabou. A bronca do presidente Paulo Nobre não foi bem vista pelo grupo e Henrique choramingou para a imprensa.

“O grupo ficou triste com a declaração do presidente. Nessas situações, nós estamos no mesmo barco e a responsabilidade é de todo mundo” disse o zagueiro para o Jornal Lance!.

Henrique afirmou que eles jogaram mal, mas a prioridade é mesmo o título da Série B.

Pra quem não sabe, o presidente Paulo Nobre deu uma entrevista coletiva, logo após o jogo, e disse que estava envergonhado com a atuação da equipe, considerou a apresentação inadmissível e prometeu cobranças duras ao elenco e à comissão técnica. Tanto que a cabeça do técnico Gilson Kleina está correndo perigo.

A reportagem diz que os jogadores reclamam da postura de Nobre, que quando o time ganha é “tapinha nas costas”, quando perde ele fica vulnerável e nunca conversa com ninguém no vestiário.

Outra reclamação é sobre o gerente de futebol, Omar Feitosa. Os jogadores dizem que não confiam nele e que Brunoro largou o departamento de futebol na mão dele e agora atua em tarefas de outras áreas do clube, como marketing e poliesportivo.

E agora? Será verdade?