Jogadores aprovam cobranças de Luxemburgo

A reapresentação do Palmeiras na tarde de ontem, na Academia de Futebol, foi marcada por longa conversa entre o técnico Vanderlei Luxemburgo e os jogadores. Após o término do treino, os atletas concordaram com o teor da conversa nos vestiários.”O Vanderlei demonstrou descontentamento por aquilo que apresentamos nesses três primeiros jogos.

Deixamos a desejar, e ele pediu para termos total concentração no Brasileiro, que o Paulistão já passou. Não podemos perder pontos como os de domingo. O grupo entendeu o recado, e neste final de semana teremos outra postura”.Denilson apontou que Luxemburgo citou as falhas do time na última rodada, e que o elenco absorveu e tentará tirar de lição tudo o que foi repercutido.”Qualquer vacilo é fatal em campeonato de pontos corridos. Somos um sério candidato ao título, mas o favoritismo que vem de fora só prevalecerá a partir do instante em que jogarmos um grande futebol. Precisamos melhorar muito”.

Para o zagueiro David, o recado veio em boa hora. “O Luxemburgo ressaltou muitas coisas boas, mas as cobranças vieram em cima de detalhes em que pecamos nas três primeiras rodadas. O discurso dele foi importante para refletirmos sobre o nosso futuro no Brasileiro”.O defensor assumiu que poderia ter sido mais atencioso na partida, principalmente no segundo tempo. “Acho que ficamos mais dispersos. Eu mesmo poderia ter evitado o gol da Portuguesa. São coisas que não podem acontecer”.

Para a partida de domingo, às 18h10, contra o Atlético-PR, no Palestra Itália, Denilson garantiu uma mudança de comportamento da equipe, mas negou que esse fator fará com que o duelo fique mais fácil. “Se existe favoritismo por parte de alguém, vem da imprensa. O Atlético-PR está na nossa frente. Se a gente entrar em campo pensando que já ganhamos, vamos perder. Claro que vamos nos impor pelo fato de atuarmos em nossa casa, mas sempre respeitando nosso adversário”. 

Fonte: Assessoria de Imprensa Palmeiras