João Vitor é agredido, e Kleber não viaja

Por Flavio Canuto

Agora virou bagunça mesmo. Depois da covarde agressão sofrida pelo volante João Vitor por bandidos travestidos de torcedores, o grupo de jogadores que viajaria para o Rio se rebelou e ficou em SP.

O atleta que liderou o motim foi o atacante Kleber, que foi para a sua casa após discutir com o diretor Frizzo, enquanto o grupo seguiu para um hotel.

Na manhã de hoje, os jogadores do Palmeiras foram para o Aeroporto de Congonhas (o embarque estava marcado para às 09:30), mas Kleber nem apareceu para viajar.

O Palmeiras vai para o RJ em meio a mais uma confusão generalizada, e só Deus sabe o que vai acontecer nos próximos dias, pois o clube segue sem nenhum comando.

Desde que começamos Mondo Palmeiras, jamais imaginávamos que o clube seria personagem tão frequente em páginas policiais.

O momento é de juntar forças para lutar contra o golpe que Mustafá Contursi ameaça para o dia 24 (como bem antecipou o Verdazzo), mas parece que estão fazendo de tudo para mudar o foco.

Triste abraço a todos!