Hoje, apostar no Valdívia é apostar no Palmeiras

valdivia_oeste

Hoje, depois de muito tempo, o meia Valdívia volta a ser escalado entre os titulares para a partida contra o São Bernardo.

Depois de tudo que (não) aconteceu desde o seu retorno é enorme desconfiança da torcida com o chileno.

No último domingo, parte do Pacaembu hostilizava enquanto o resto do estádio o defendia, algo que evidenciou ainda mais como as opiniões sobre o atleta se dividem.

Nesse momento difícil para o clube, que busca se reerguer das cinzas e ainda não tem um elenco para disputar a temporada, não vejo como a perseguição ao Valdívia pode ajudar o Palmeiras.

Apesar de todos os problemas físicos e pessoais, Valdívia é, de longe, o nosso meia mais criativo e um dos poucos que podem decidir uma partida se tiver condições para isso.

Condições físicas e emocionais para tentar algo diferente, ousar, provocar os advsersários, colocar Barcos de cara pro gol, etc…

Debaixo de vaias, xingamentos e críticas ostensivas a probabilidade de que isso venha a acontecer é quase zero.

Depois do apito final do árbitro, não apenas Valdívia como todo o elenco deve ser criticado caso o time faça uma apresentação ruim. Esse é um direito do torcedor que paga absurdos 40 reais para assistir a uma partida do Paulistão 2013, contanto que isso não aconteça durante a partida.

Se Valdívia não corresponder, o jovem Edilson (que foi destaque na Copinha) entrará em seu lugar sob uma enorme pressão.

Entre os dois, ainda sou mais o Valdívia. Mas acima de tudo está o Palmeiras, por isso prefiro apostar numa torcida unida apoiando incondicionalmente esse time em campo.

**************

O desconhecido Josimar queria 150% de aumento para jogar no Palmeiras. Paulo Nobre disse NÃO e Luan será negociado com outra equipe do futebol brasileiro. Mandou bem!

**************

Fiquei impressionado com a enorme repercussão negativa sobre a possível contratação de Fernando Mello para chefiar a assessoria de imprensa do Palmeiras.

Além de corintiano fanático (que se refere à nossa torcida como porcada, de forma pejorativa), ex-assessor de Kia Joorabchian, amigo de Andrés Sanches e ter fortes relações com conselheiros e a diretoria do rival, o jornalista trabalhou também na Folha de São Paulo.

Escrevendo para a coluna PAINEL FC, ele muitas vezes vazou informações internas do Palmeiras (passadas por conselheiros “mustafistas”) contribuindo para prejudicar ainda mais o já conturbado ambiente no clube.

Confio no Paulo Nobre, acredito na proposta de profissionalismo que está sendo implantada, mas trazer para dentro do Palmeiras um profissional anti-palmeirense é ser, no mínimo, ingênuo demais.

Ainda há tempo de corrigir esse erro, presidente.

Abraço a todos!