HERÓIS DO BRASILEIRÃO 2016 – Gabriel Jesus

Antes mesmo do início da temporada, eu acreditava que o Gabriel Jesus iria brilhar muito neste ano. Ele já havia brilhado na conquista da Copa do Brasil 2015 e, desde os tempos da base já encantava a torcida palmeirense.

Glória, glória, aleluia, é Gabriel Jesus’ foi a música mais ouvida neste ano, antes dos jogos do Verdão no Allianz Parque.

periquitoGabriel Jesus tinha o experiente Alecsandro e o Lucas Barrios como concorrentes. Mas foi com o filho da Dona Vera Lúcia no comando do ataque que o Palmeiras viveu o seu melhor momento no Brasileirão.

No primeiro turno, o trio de ataque formado por Dudu, Róger Guedes e Gabriel Jesus calou a boca de todos os críticos com boas triangulações, velocidade e muitos gols.

Mas não bastava arrebentar no Palmeiras. Gabriel Jesus ainda iria brilhar na Seleção Brasileira. Rogério Micale apostou nele e o garoto ajudou o Brasil a conquistar o único título que faltava para a nossa coleção.

Parece que vestindo a camisa verde (e amarela) o Gabriel Jesus jogava mais solto e sem carregar a responsabilidade de ganhar um título para o seu time do coração.

Sim, ele caiu de produção quando voltou ao Palmeiras e isso já era esperado. Além de ganhar a sonhada medalha de ouro, Gabriel Jesus havia sido contratado pelo pequeno, mas rico, Manchester City. Era muita coisa para ser digerida por um garoto de apenas 19 anos.

Jesus voltou a ser convocado várias vezes pela Seleção Brasileira, onde marcou muitos gols pelas eliminatórias, inclusive contra a Argentina de Messi.

Ainda assim, Gabriel Jesus terminou o Brasileirão como um dos artilheiros da competição. Se não bastasse tudo isso, Gabriel Jesus ainda foi escolhido como o melhor jogador do campeonato. Está bom ou quer mais?

Apesar de tudo isso, Gabriel esbanja simplicidade, simpatia e nunca se cansa de externar o seu amor ao Palmeiras. Parabéns, garoto!

Abraço a todos!