HERÓIS DO BRASILEIRÃO 2016 – Dudu

Ilustração: Felipe Mesquita

Nunca vou me esquecer daquele domingo, no início de 2015, quando peguei a Folha de S.Paulo e tomei um susto. A razão para isso era a notícia de que o tal de Dudu, jogador que havia acabado de sair do Grêmio e que era disputado a tapas por Corinthians e São Paulo, seria do Palmeiras. O tal do chapéu!

Lógico que, no segundo em que esse goiano de apenas 1m66 de altura assinou com o Alviverde Imponente, começou a ser contestado. “Olha, ele só fez três gols pelo Grêmio no Brasileirão 2014”, “é esquentadinho”, “é fominha”, e por aí seguia a ladainha de antipalmeirenses e também de alguns palmeirenses.

periquitoCom o tempo, a coisa foi mudando. O Brasileirão 2016 pode ser considerado o ponto alto desse atleta no clube. Nem tanto pelos importantes seis gols que fez durante a campanha, mas principalmente por se tornar um jogador altamente colaborativo, com direito a assistências, roubadas de bola e muita garra.

A jogada de mestre de Cuca foi dar ao “Pequeno Gigante” a tarja de capitão do time. A partir daquele momento, Dudu parece que se conscientizou de que tinha chegado a hora da maturidade. E o cara não nos decepcionou, chamando a responsabilidade para si e infernizando a vida dos adversários.

O gol contra o Botafogo na partida em que o Verdão praticamente garantiu o título brasileiro coroou uma performance brilhante desse jogador, que já entrou com toda a justiça do mundo na galeria de nossos ídolos eternos, com direito a uma Copa do Brasil em 2015 e esse Brasileirão em 2016. E vem mais por aí…