Francis faz gol de placa e Verdão detona Fluminense

O torcedor palmeirense de boa memória certamente relembrou na noite de ontem um grande momento de um de seus grandes ídolos nos anos 90. Em partida pelo Campeonato Brasileiro de 1993, ganho brilhantemente pela equipe esmeraldina, César Sampaio fez um gol antológico, passando por meio time do São Paulo e nos garantindo uma vitória, no final das contas por 2 a 0, que nos colocou na final contra o Vitória da Bahia. Vestindo a mesma camisa cinco que já foi do volante que hoje é comentarista da rádio Jovem Pan, o jovem Francis seguiu script semelhante, recebendo a bola no meio do campo, levando três adversários de vencida e fazendo um gol de placa, o segundo do time, que venceu o Fluminense por 3 a 0, na noite de ontem, no Parque Antarctica. Uma vitória arrasadora.

Como prova de que esta partida seria diferentes dos últimos frustrantes empates contra Juventude e Internacional, o time de Tite entrou com muita determinação em campo, e abriu o placar logo aos sete minutos, com Nem de cabeça. Após a equipe perder mais algumas chances claras, especialmente com Marcinho (que vive má fase técnica), Francis incorporou o espírito de César Sampaio e levantou o Templo do Futebol Verde, em um dos gols mais belos já feitos não só no Brasileirão 2006, como nos últimos tempos. No segundo tempo, mesmo com o freio de mão puxado, o Palmeiras ainda encontrou disposição para fazer mais um, aos 21 minutos, com Juninho Paulista, que há muito não comemorava um golzinho. Complemento perfeito para uma partida impecável, a nona sem derrotas. Por sua vez, o Fluminense demitiu após a partida o técnico Josué Teixeira, que havia afastado atletas como Tuta. Quem assumirá o lugar dele? Adivinhem? Ele mesmo, o marido da Dona Elza, Antonio Lopes. Preparem-se para gritos esganiçados de “Tuta, ô, Tuta!!!” nas próximas partidas do tricolor carioca…..