FPF consegue liberação para a retomada dos treinos presenciais

Nesta quinta-feira, a FPF e os clubes conversariam mais uma vez sobre o retorno aos treinos presenciais. No entanto, apesar da insatisfação dos clubes, a reunião foi cancelada.

Todos esperavam que o retorno aos treinos se desse na última segunda-feira, mas ficou mesmo para o mês de julho

Desta forma, é possível que os atletas do Palmeiras sejam submetidos a testes já na próxima semana. Muitos estão fora da capital, sendo que alguns não estão no País. Assim, o retorno será gradual e não com todos os atletas de cada vez.

CONFIRA ABAIXO A NOTA DA FPF: 

A Federação Paulista de Futebol informa que realizou nesta quinta-feira ajustes no Protocolo de Retomada Gradual aos Treinos do Campeonato Paulista – Série A1 e, no mesmo dia, encaminhou ao Governo do Estado de São Paulo um novo documento.

O protocolo complementar enviado trata da necessidade do processo de readaptação física dos profissionais para que a retomada dos treinamentos, em 1º de julho, seja segura, uma vez que, devido à pandemia, os atletas foram obrigados a paralisar suas atividades por mais de 90 dias, um inédito e danoso período, especialmente para quem depende de sua condição física para exercer seu trabalho.

Assim, a FPF e os clubes receberam com grande satisfação o anúncio do Governo do Estado de São Paulo de que os times poderão se preparar, entre 22 e 30 de junho, de maneira adequada, realizando testes clínicos, físicos e fisiológicos, de forma individualizada.

Como previsto no protocolo, antes do início da readaptação, todos os profissionais deverão ser submetidos a testes de COVID-19. Todos os ambientes serão devidamente preparados e higienizados, com obrigatório uso de EPI’s, conforme determinado pelo Centro de Contingência do Governo de São Paulo.

O futebol paulista segue unido e responsável, zelando, em primeiro lugar, pela saúde de todos. Acreditamos que o entendimento, o consenso e a harmonia estabelecidos entre FPF, clubes e o Governo de São Paulo, comandado pelo Governador João Doria, e Prefeitos são fundamentais para virarmos o jogo.