Fora Antônio Carlos Zago? E quem vai junto?

Antes de tudo, quero dizer que desaprovo o trabalho do técnico Antônio Carlos Zago. Para mim, o ex-zagueiro palmeirense deveria continuar no São Caetano (ou algum outro time 011) antes de dirigir alguma grande equipe do futebol brasileiro.

Muita gente, desde o cara da padaria até o Conrado Cacace, está pedindo a cabeça do técnico do Palmeiras. Argumentos para isso não faltam.

O time terminou o Paulistão numa vexatória décima primeira colocação, foi eliminado na Copa do Brasil pelo CAG, e começa o Brasileiro dando poucas esperanças ao torcedor.

Mas será que apenas demitir o treinador vai resolver? Já passaram pela Academia de futebol desde o decadente Luxemburgo, o promissor Jorginho, até o “chuverístico” Muricy, e esse time não consegue convencer ninguém.

Comentamos aqui há um bom tempo que o Zago seria um bom gerente de futebol. Ocuparia muito bem a vaga deixada pelo Toninho, mas precisaria ter ao seu lado um diretoria forte, atuante, que saiba cobrar os jogadores, abafar as críticas, e lidar com a Traffic de uma forma satisfatória.

Não vejo isso hoje. E também não consigo ver como conseguiremos, com o elenco e estrutura atual, mudar esse estado de coisas.

Fora Zago, mas que venha para seu lugar um técnico de verdade (Felipão, por que não?), e principalmente, dirigentes que possam dar um rumo nessa nau à deriva chamada Palmeiras.