Mais respeito com quem sempre nos respeitou

Por Flavio Canuto

Muitas vezes o que nos faz seguir adiante, tomar as decisões certas, são os nossos ídolos. Eles podem ser os nossos pais, algum professor, e até mesmo algum jogador de futebol.

Sim, ainda existem alguns jogadores de futebol que são considerados ídolos, e que servem como inspiração para milhões de pessoas.

Diante da decadência moral que o País atravessa, no entanto, um ídolo pode ser retratado por alguns como um fracassado, enquanto um sujeito como Mister Catra é colocado como alguém bem sucedido.

É o que vimos hoje na entrevista feita pela jornalista Paula Almeida para o UOL Esporte com o centroavante Evair.

Levando ao pé da letra a regra do Grupo FOLHA de sempre buscar algum fato negativo para as matérias sobre o Palmeiras, ela conseguiu superar a média de sua redação.

Numa entrevista repleta de perguntas clichês, e sempre tentando colocar o entrevistado em uma posição comprometedora, a Srta. Paula fez o que foi possível para constranger um dos maiores jogadores da história do Palmeiras. A troco de quê?

Quase nada, apenas a busca pelo prazer da polêmica. Mesmo que, para isso, um ser humano raro como o Evair (íntegro, correto, educado, etc) seja usado como camisinha e jogado fora logo em seguida.

Creio que nem o finado Notícias Populares faria uma entrevista tão sofrível com um ídolo inconteste como Evair Aparecido Paulino.

De qualquer forma….parabéns Dona Paula! Seus superiores devem estar felizes com o seu trabalho. Você, sem sombra de dúvidas, possui todas as credenciais para o cargo de editora do caderno de Esportes do seu jornal num futuro próximo.

Até lá, você já terá se esquecido desta infeliz entrevista. Apesar que, quem não tem passado, não tem futuro…

Abraço a todos!