Empate no Rio em boa partida de Edmundo

chamada45.gif

Em uma partida disputada e na qual Dodô abusou do direito de perder gols, Palmeiras e Botafogo ficaram no empate de um a um, em um Maracanã com apenas oito mil testemunhas. Curiosamente, os dois gols saíram quando as equipes que os tomaram viviam momentos melhores em campo. Se não pode ser considerado lá essas coisas, ao menos se trata de um ponto ganho fora de casa que pode fazer diferença lá na frente.

O primeiro tempo foi quase todo do Botafogo, que pressionou mais e teve maior posse de bola. Os primeiros 15 minutos do Verdão foram bem fracos, com nítida dificuldade de saída de bola. No entanto, o Fogão criou apenas três chances agudas de gol, sendo uma bola na trave em belo chute de Dodô, e outro chute de nosso ex-centroavante que Diego Cavalieri defendeu brilhantemente. Aos 40 minutos, no que a rigor foi nosso primeiro ataque, Edmundo dominou bola espirrada na área e, aproveitando-se do escorregão do jogador adversário, tocou com categoria para o fundo do gol.

Na segunda etapa, Edmundo continuou sendo nosso melhor atleta, quase fazendo outro golaço, e dando bons passes. A equipe esmeraldina melhorou a performance ofensiva, e poderia ter matado o jogo em pelo menos três boas jogadas.

Por sua vez, a equipe treinada por Cuca também criou chances perigosas, mas Dodô, provando não estar em noite feliz, incumbiu-se de mandar as bolas para fora, uma após driblar Diego e ficar com o gol vazio à sua frente. No momento em que os comandados por Caio Junior pareciam ter a vitória nas mãos, veio o empate, em bom chute de Leandro Guerreiro após disputa de bola na área palmeirense.

As entradas de Max, Valvívia e Rodrigão não trouxeram nada de muito efetivo. E a igualdade acabou se mostrando o resultado mais justo, em partida na qual a arbitragem foi correta. Devido a tomarem o terceiro amarelo, Deyvid, Martinez e Leandro ficarão de fora da partida contra o Goiás, no domingo.