Empate em São Januário mantém Palmeiras no G4

Em jogo movimentado, especialmente na etapa inicial, Palmeiras e Vasco empataram por dois gols. A partida, realizada em São Januário, foi marcada por constantes chances de gol, muita vontade por parte da equipe agora treinada por Valdir Espinosa e organização pela de Caio Júnior.

Na primeira etapa, no entanto, parecia que o Verdão iria vencer, pois se mostrou mais efetivo, na hora de finalizar. Em sua segunda investida contra a meta adversária, Gustavo fez de cabeça, de peixinho, complementando ótima cobrança de escanteio de Caio. Quando dominava completamente a partida, uma falha do sistema defensivo alviverde deixou Leandro Amaral livre. O centroavante mandou um chute indefensável no ângulo esquerdo de Diego Cavalieri, aos 23 minutos.

Nossa equipe não se abalou, e aos 34 minutos, sai o segundo gol. Bela jogada de Luiz Henrique pelo lado esquerdo do ataque verde, tocando para Valdívia, que ajeitou com categoria para que Rodrigão, de primeira, estufasse a meta cruzmaltina. Aos 40 minutos, uma falta precipitada de Makelelê deu a Conca a chance de empatar, em grande cobrança de falta.

Na segunda etapa, a entrada de Martinez (que parecia o Jason de Sexta-Feira 13, com máscara para proteger o rosto) no lugar de Luiz Henrique se mostrou equivocada, e o Vasco dominou, criando boas chances de gol. Até os 30 minutos, apenas um bom chute de Caio assustou o adversário.

A partir daí, o fôlego vascaíno caiu, e o jogo ficou meio morno. Mesmo assim, Valdívia, de forma infantil, cavou sua expulsão aos 46 minutos. Pouco depois, o momento crucial da partida: Romário, que entrou no segundo tempo, cabeceou de forma precisa, para defesa milagrosa de Diego Cavalieri. Estava decretado o empate, que nos proporcionou a terceira colocação no Brasileirão, empatado com o Santos, segundo devido ao maior número de vitórias.