Empate com sabor de vitória

chamada38.gif

Nada é impossível. Este grupo de jogadores parece dar pouca importância às dificuldades, as arbitragens medíocres, a desconfiança dos Hardys, da imprensinha, e se superou mais uma vez nesta noite ao arrancar um empate, com gosto de vitória, no último minuto, por 2 a 2.

O jogo, muito rápido e disputado, começou com o Palmeiras atacando, com Luis Henrique, e quase abrindo o placar logo no primeiro minuto. Aos nove minutos, a zaga deu espaço e Kléber arriscou de longe, a bola veio pingando e enganou o goleiro Diego Cavalieri. Santos 1 x 0.

Logo aos 18 min, uma bola alçada na área, e Nem, de cabeça empata para o Palmeiras. Eu já torcia para o fim do primeiro tempo quando o vaiado Pedrinho, também de cabeça, fez o segundo do Santos.

Na segunda etapa, o Palmeiras foi pra cima, desde o começo. O técnico Caio Jr provou que aprendeu a substituir bem, e colocou EdWorld e o coringa Wendel no lugar de Leandro e Paulo Sérgio, respectivamente. A arbitragem enrolou a partida, as trapalhadas de quase sempre. A pressão continuava, mas o gol não saía.

Caio Jr. então substituiu Dininho por Walmir. Quando tudo parecia perdido, Wendel cruzou na área, Martinez desviou de cabeça para trás, a bola desvia em Rodrigo Souto e veio o empate! Goooooooooooooooooooooooooooooooool!

Após a comemoração, Caio Jr. deu uma banana para os corneteiros que infestam as numeradas, bateu no peito e chamou pro pau os canalhas que metiam o pau no Scolari, e agora insistem em atrapalhar o seu trabalho.

Outro jogo emocionante, outro ponto importante conquistado com muita raça, garra e perseverança. E vamos para Curitiba! Avante Palestra!

Abraço a todos!