Elenco muda, mas Antonio Carlos Zago fica

As intermináveis reuniões no Palmeiras quase nunca terminam bem. No calor das emoções, com uma enorme pressão vinda por todos os lados, as decisões tomadas quase sempre acabam sendo as menos felizes.

Não foi diferente desta vez. A insistente (ou irritante) diretoria de futebol se reuniu, e decidiu apostar na manutenção de Antônio Carlos Zago no comando do Palmeiras e na reformulação do elenco.

O ouvinte de Mondo Palmeiras já sabe há um bom tempo que a diretoria e o técnico pretendiam dispensar vários jogadores e formar um time com perfil vencedor para o Brasileirão, esse assunto era recorrente na Academia de futebol.

Para atingir bons resultados, no entanto, é necessário também um técnico de ponta. Antônio Carlos é, no máximo, uma promessa para um futuro próximo.

Sem experiência, pouco ousado, e quase que sem nenhum respaldo da torcida palmeirense, ele será um alvo fácil.

Vai cair logo, caso o time passe por uma sequência de resultados ruins como aconteceu no Paulistão 2010, no qual terminamos na péssima primeira colocação.

Resta saber como, desta forma, terminaremos o Brasileirão 2010. Alguma dica?