Edmundo: vale ou não a pena?*

chamada31.gif

A grandiosa paixão do brasileiro, o futebol, nos leva às mais diferentes sensações conhecidas, independente de qualquer outro momento pelo qual passamos. Podemos estar perfeitamente bem, que ele nos leva ao desespero. Podemos estar aos pedaços que, de súbito, um sorriso aparece em nosso rosto por uma jogada maravilhosa.

Esse é o futebol. Aquele pelo qual enlouquecemos, gritamos, sorrimos e sofremos. Símbolo de uma paixão. Paixão que para nós é representada por um nome. A Sociedade Esportiva Palmeiras.  Equipe que vive uma reestruturação, após anos de trevas, sem títulos e de administração péssima, em que tivemos o pior momento da nossa história. É a partir dessa reestruturação que gostaria de levantar um velho assunto polêmico. Com gente do bem no poder, se desdobrando para o bem do Palmeiras, vemos nosso time ser formado. Um time que vai ganhando personalidade e padrão de jogo, que precisa de segurança, estabilidade e confiança. Nessa altura da reformulação, é difícil perguntar, mas Edmundo vale a pena?

Sim, palmeiristas, Edmundo é um símbolo daqueles que fazem as nossas sensações mudarem. Que nos enlouquece tanto para o bem, como para o mal. Um ícone de talento e de desestabilidade. E é essa última característica que não podemos ter em nosso elenco! Contra o São Paulo, ficou clara a sua insatisfação com o Caio Jr ao ser substituído. Mas será que o Caio Jr. gostou do escanteio que ele cobrou, pouco antes de sair? Não é aceitável a posição do Edmundo. Ele estava mal e mesmo assim reagiu mal. E isso pode refletir nos outros jogadores, com possíveis insatisfações, e no treinador, que pensará duas vezes na próxima vez que tiver que saca-lo. Esse tipo de atitude é péssima para o grupo. Claro, não esqueço que vou ao delírio quando o Animal acaba com o jogo, mas acho que ele é um caso a ser estudado pela diretoria.

Será que vale a pena arriscar a estabilidade de um grupo todo, para ver um jogador em final de carreira resolver alguns jogos? Não sei quanto a vocês, mas eu arrumaria as malas do Edmundo! Faria da melhor maneira possível, mas acho que já acabou o tempo dele no nosso Alviverde Imponente.

*O artigo reflete tão somente as opiniões do leitor/ouvinte Rodrigo Izzo, e não da equipe de Mondo Palmeiras.