E esse gramado terrível, vão ajeitar quando mesmo?

Ufa! Até que enfim a sorte resolveu se vestir de verde e branco e nos ajudar. E demorou, viu, Dona Sorte? Ganhamos no apagar das luzes do Fluminense – que tem um time sofrível – e acabamos com o tal tabu de não ganharmos no Allianz Parque jogando pelo Campeonato Brasileiro. Pô, cá pra nós, que enorme bobagem, hein?

Daqui a pouco vão aparecer com aqueles dados PVCzísticos de que “nunca ganhou na casa nova, jogando com calção verde, atacando o primeiro tempo para o lado esquerdo, com o vento a 38 quilômetros por hora”, e por aí vai…

Porém, por falar em Allianz Parque, em casa nova, não podemos deixar de ressaltar o péssimo estado do gramado da arena. Pelo amor de Deus, estão criando cabras e bois durante a semana no estádio e não estamos sabendo? É inconcebível que uma praça esportiva com a modernidade e infraestrutura como a nossa apresente uma grama tão medíocre quanto a vista pelo Brasil inteiro no último domingo.

Como diria Raul Bianchi: Alôôôôôôôôôôôôô, alôôôôôôôôôôôôôôô WTorre, o que está havendo?

O clube precisa tomar alguma providência quanto a tudo isso que envolve a relação entre diretoria/Palmeiras e construtora. Já deu no saco de todo mundo, parece quando você está brigado com seu irmão e um fica tentando sabotar o outro dentro de casa. Chega uma hora em que fica insustentável, ruim pra todo mundo, e estamos exatamente nesse estágio.

Informações dão conta que a World Sports, empresa responsável especificamente pelos cuidados com a grama do Allianz Parque, não estaria recebendo os pagamentos mensalmente da WTorre, ocasionando atrasos, gerando dívida e, por consequência, um baixo nível de interesse no trabalho.

Outros gramados também são de responsabilidade da empresa já citada e nenhum sofre como o nosso. Outros falam que o problema está na periodicidade de adaptação da grama, que os jogos em sequência não deixam o plantio completar seu ciclo natural. Repito: e nos outros estádios, por que não acontece? Não jogam tanto quanto a gente?

Na Europa há shows toda hora em arenas e, poucos dias depois, está tudo bonito, verdinho, saudável, pronto para receber o futebol. Só não acontece no Allianz Parque? Lógico que há muito mais coisas entre o céu e a terra do que pode imaginar nossa vã filosofia, mas, seja o que for, algo precisa ser feito.

Voltaremos a jogar em nosso estádio apenas no dia 28, quando teremos o Choque-Rei, e agora é cobrar e acompanhar de perto o que estará sendo feito para que o gramado da nossa casa esteja à altura do Palmeiras, da imponência da arena…

Abraço a todos!