Dudu faz golaço, mas Palmeiras só empata com o Galo

O Palmeiras caminhava na tarde deste domingo (6) rumo a uma melancólica derrota contra o medíocre e decadente time do Atlético-MG, perdido no meio da tabela e com seu técnico de cabeça a prêmio. No entanto, a criatividade e determinação de Dudu, sempre ele, nos valeu ao menos um ainda assim decepcionante empate contra a equipe mineira, que nos deixa agora a 5 pontos de distância do líder Flamengo, e apenas 3 à frente do Santos, o terceiro colocado, que enfrentaremos na próxima quarta-feira (9) em plena Vila Belmiro.

Desde o início, tivemos de um lado uma equipe alviverde lenta, trocando passes sem a menor imaginação e sem criar rigorosamente nada de produtivo em termos ofensivos. Do outro, o time mineiro fechado na defesa e saindo nos contra-ataques, como seria de se esperar, mas com muito mais eficiência do que seu adversário.

Dessa forma, obrigaram Weverton a fazer pelo menos umas duas defesas difíceis. No entanto, aos 47 minutos, Nathan fez boa jogada individual e, sem ser incomodado por nosso miolo de zaga, chutou no cantinho, sem dar chances ao nosso goleiro. Uma ducha de água gelada no torcedor.

O segundo tempo teve início e nada parecia mudar, com o domínio inócuo de bola nas mãos do Palmeiras, só que com o Atlético-MG mais recuado, sem arriscar um contra-ataque para matar o jogo de vez. O auxiliar Lobo, que substituiu o suspenso Mano Menezes, fez uma substituição bizarra ao tirar Lucas Lima para a entrada de Deyverson aos 13 minutos, e é lógico que isso não gerou nada de positivo.

Com Gustavo Scarpa e Raphael Veiga nas vagas de Borja e Felipe Melo, as coisas não pareciam sair do lugar. Até que Dudu pegou a bola no setor esquerdo do nosso ataque, deu uma bela cavadinha para Gustavo Scarpa. O ex-atacante do Fluminense devolveu para o Pequeno Gigante, que quase da linha de fundo chutou forte, aos 37  minutos, para conseguir o empate que parecia impossível, levando-se em conta o péssimo desempenho de sua equipe.

No embalo do empate, o time criou um pouco mais, com bom chute de Bruno Henrique aos 41 minutos, outro ainda mais perigoso de Dudu, pouco segundos depois, e uma jogada que o goleiro adversário desviou para escanteio aos 42 minutos. Mas não conseguimos sair do empate, em uma partida a ser esquecida.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Weverton- 6,5- Fez boas defesas e não teve culpa no gol.

Marcos Rocha- 5,0- Razoável na defesa e burocrático no apoio.

Gustavo Gómez- 4,0- Assistiu Nathan dominar a bola e marcar o gol.

Vitor Hugo- 5,5- Um pouco melhor do que o colega de zaga, mas também vacilou no gol atleticano.

Diogo Barbosa- 4,0- Insosso e ineficiente.

Felipe Melo- 4,5- Muito abaixo do seu habitual. Saiu aos 36 minutos do segundo tempo para a entrada de Raphael Veiga-3,0, que mostrou a timidez de sempre.

Bruno Henrique- 5,5- Muito esforçado, mas em um dia não muito inspirado.

Lucas Lima-4,0- Não foi visto em campo. Saiu aos 13 minutos do segundo tempo para a entrada de Deyverson-2,0, que abusou do direito de ficar impedido e de errar passes e arrumar confusão, tanto que tomou o terceiro amarelo e está fora do próximo jogo, para felicidade de todos…

Dudu- 7,5- Lutou muito, e foi premiado com um golaço. Um dos poucos que arrisca um drible, no nosso atual elenco.

Willian- 5,5- Até tentou alguma coisa, mas rendeu pouco.

Borja- 4,4- Não faltou vontade, mas faltou futebol, além de não ter recebido uma única bola decente para finalizar. Saiu aos 24 minutos do segundo tempo para a entrada de Gustavo Scarpa-6,0, que só leva nota azul pela bela tabela que fez no gol de Dudu, pois de resto errou passes e não arriscou nada.