Diego Souza tem grande atuação e sonha com nova fase

O meia Diego Souza saiu do banco de reservas ainda durante a primeira etapa para ser um dos principais destaques do Palmeiras na goleada diante do Cruzeiro por 5 a 2. “Não é o banco de reservas que vai me fazer bem. Preciso estar preparado jogando ou estando de fora. O trabalho e a concentração precisam existir da mesma maneira, mas nesta noite senti que poderia ser decisivo e fiquei feliz com a atuação de todos nós”.
 
Autor de um gol, uma assistência e belas jogadas, ele admitiu que suas últimas atuações estavam deixando a desejar.”Estava me sentindo incomodado, pois sabia dentro de mim que podia render muito mais. Cheguei como uma contratação de peso, era destaque do Grêmio e tido pela mídia como um dos principais atletas do país”, disse. “Fiz algumas ótimas partidas no Paulistão, mas estava devendo no Brasileiro. Espero que daqui para frente seja uma nova fase. Estou readquirindo a confiança e quero ser para o Palmeiras o jogador de ponta que fez o clube me contratar”.

Para o meia, que chegou ao sétimo gol pelo clube, o primeiro no Brasileiro, as cobranças de imprensa e torcedores serviram apenas para que ele se sentisse mais forte. “As críticas jamais vão me deixar para baixo, jamais vão pesar. Confio muito em mim e para jogar num clube grande é preciso saber lidar com tudo isso. Dentro de mim sei aonde posso chegar e vou continuar trabalhando forte para buscar cada vez mais o meu melhor”.

O camisa 7 palmeirense destacou que o início irregular do Palmeiras na competição jamais fez com que o elenco perdesse a unidade.”Somos um grupo unido, de homens, e o detalhe é que internamente estamos sempre conversando para melhorar. Nas concentrações, costumamos trocar idéias sobre as situações de jogo, e o ambiente no clube é o melhor possível. A gente se sente bem, tem prazer de trabalhar. Isso ajuda e será importante na nossa caminhada, assim como foi no Paulistão”, lembrou.
 
Fonte: Assessoria de Imprensa Palmeiras

E você, acredita que o Diego Souza é de fato um jogador diferenciado e irá brilhar muito no Verdão?  Ou concorda com o Leandro Caixote, que não põe fé no seu futebol? Queremos a sua opinião!