Diego Souza cala o Palestra Itália

Alguns momentos ficam para sempre em nossa mente. A gente fecha os olhos, e consegue sentir exatamente o que se passou naquele momento, naquele dia, naquele lugar. Ás vezes, até o cheiro é possível lembrar.

Não, não me recordo do cheiro de quem estava perto de mim ontem, no Palestra Itália. Mas jamais vou me esquecer do som do silêncio que tomou conta do estádio, aos 16′. Foram alguns longos segundos em que a bola cruzou o céu do estádio, vindo de um “sem-pulo” de Diego Souza, que estava quase no meio de campo.

Cabeça erguida. Olhos fixos na bola. E ansiedade. O tempo custou passar até que a bola alcançasse seu destino final. Quantos chutes parecidos conseguem atingir o seu alvo? Poucos. Quantas vezes alguém rebate um chute do goleiro, e ainda consegue fazer o gol?

Diego Souza conseguiu. E a torcida soltou o grito. Nos esquecemos de todas as críticas, todas as mágoas, e curtimos a melhor coisa do futebol, o gol. O golaço de Diego Souza.

Daqui há alguns anos, ele vai lembrar que calou o Palestra cheio…de olhos bem abertos.

uol_logoClique aqui para ouvir a Rádio Mondo Palmeiras – Edição 157.