Devemos lamentar a desclassificação na Copa do Brasil?

Mesmo jogando com um time “alternativo”, o Palmeiras encarou o Grêmio de igual para igual no péssimo gramado do Allianz Parque.

Mais que isso, com um ótimo toque de bola, foi o Verdão que criou as melhores oportunidades da partida, principalmente no primeiro tempo.

Gabriel Jesus precisa mostrar que é um grande jogador e aproveitar melhor as oportunidades. Ele tem que voltar a ir pra cima da zaga, apostar mais no seu drible, na qualidade individual que sabemos que ele tem de sobra. O “arroz com feijão” qualquer atacante faz.

Se Jesus não fez o que se esperava dele, o desacreditado Lucas Barrios fez uma boa partida. Fazendo o pivô lá na frente e distribuindo bem a bola, o argentino mostrou que pode sim ser uma boa alternativa para as partidas que nos restam no Campeonato Brasileiro.

Já o seu compatriota Allione deu um grande passo para ser negociado no final desta temporada. Além de não jogar bem, ele prejudicou demais a equipe com aquela falta estúpida que o tirou da partida.

O que ficou depois do apito final do árbitro foi uma sensação estranha. Afinal, ninguém gosta de perder ou de ser eliminado de uma competição (nem no vídeogame).

Antes do final da partida, no entanto, ficou evidente que muitos dos palmeirenses em campo estavam abrindo o bico. É evidente o cansaço, o desgaste físico causado pelo excesso de treinos, viagens e jogos.

Olhando por esse lado e, também porque temos ainda SETE DECISÕES no Campeonato Brasileiro dá pra pensar nesta eliminação como algo positivo se o objetivo maior é Brasileirão.

Se o Palmeiras seguisse na Copa do Brasil, já teria que pensar numa semifinal contra o Cruzeiro na próxima semana. Um jogo com uma intensidade imensa, pressão, torcida e tudo mais que envolve uma partida decisiva entre dois grandes clubes.

No sábado (29/10), vamos jogar na Vila Belmiro. Uma outra partida difícil demais e onde podemos conquistar mais três pontos importantes para atingir o principal objetivo do ano: o título do Brasileirão. Daria pra encarar tudo isso? Difícil.

Enfim, se essa eliminação vai ajudar mesmo, que seja muito bem vinda.

Abraço a todos!